https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

QUEM?

 

Quem controla o desejo, a emoção

ou a ternura?

A paleta, responde o pintor.

A palavra, atalha o poeta.

Juntos, distribuem a luz

Que inunda de cor o planeta.



arfemo


 
Autor
arfemo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
886
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
9
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
(re)velata
Publicado: 31/05/2009 21:10  Atualizado: 31/05/2009 21:11
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2009
Localidade: Lagos
Mensagens: 2181
 Re: QUEM?
Mas será que a paleta e a palavra os controlam? Ou propagam-nos?

Gostei da interrogação!

Um abraço


Enviado por Tópico
joseluislopes
Publicado: 31/05/2009 21:13  Atualizado: 31/05/2009 21:13
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade:
Mensagens: 3351
 Re: QUEM?
Meu caro amigo,

É um grande prazer comenta-lo.
Mas desta vez pouco poderei acrescentar ao que está escrito ou pintado…
Mas os dois juntos serão imparáveis, temos vários exemplos dessa feliz união.

Um abraço de alguém que o estima
JLL


Enviado por Tópico
saozinha
Publicado: 31/05/2009 21:16  Atualizado: 31/05/2009 21:16
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2008
Localidade:
Mensagens: 1606
 Re: QUEM?
Arfemo:

Realmente sem a paleta não haveria pintura ,e sem palavras não haveria poeta.

É como tudo na vida sozinhos não somos nada.

Gostei muito

Beijo


Enviado por Tópico
j.sofia.bernardes
Publicado: 31/05/2009 22:38  Atualizado: 31/05/2009 22:38
Muito Participativo
Usuário desde: 08/05/2009
Localidade:
Mensagens: 54
 Re: QUEM?
Caro arfemo,

Metaforicamente este seu pequeno poema é belíssimo.Mudava-lhe o título, pois se reporta no meu entender à importancia da arte na vida.

Bjos.

sofia


Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 12/05/2010 19:47  Atualizado: 12/05/2010 19:47
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: QUEM?
Pequeno, mas com muito conteúdo. Com imensa simplicidade um excelente poema!

Beijo