https://www.poetris.com/

 
(1) 2 »
Offline
Adalbertolima
O MENINO SEM SOMBRA
Gumercindo era um menino triste, andava tão devagar que a sombra de seu pequeno vulto humano viaj...
Enviado por Adalbertolima
em 08/07/2009 18:02:16
Offline
Adalbertolima
A LUZ DO MUNDO
O Filho de Deus desceu do trono no céu e armou Sua tenda entre os homens. E, mesmo sendo Deus, su...
Enviado por Adalbertolima
em 02/07/2009 18:22:49
Offline
Adalbertolima
PINGOS DE AMOR
Faz tanto tempo... A lua ainda era menina Havia mel na boca da noite No soalho, no chão No agasal...
Enviado por Adalbertolima
em 20/06/2009 21:26:17
Offline
Adalbertolima
MARIA DESATADORA DE NÓS
Muitas pessoas viveram experiências da presença maternal de Maria em suas vidas. Como Celeste e t...
Enviado por Adalbertolima
em 18/06/2009 19:22:59
Offline
Adalbertolima
AZIMUTE 447
Olho o mesmo horizonte Vejo nuvens, vejo montes E um navio em alto mar São meus olhos navegando...
Enviado por Adalbertolima
em 13/06/2009 22:00:03
Offline
Adalbertolima
ECO ESCATOLÓGICO
Meninos, eu vi! Eu vi a lua caindo E vi o sol pendurado Eu vi o céu prateado E vi o sol prant...
Enviado por Adalbertolima
em 22/05/2009 18:22:13
Offline
Adalbertolima
PASSA, PASSA, PASSA
PASSA, PASSA, PASSA... O mágico das letras sonolentas Em versos lentos passeava Na lentidão de...
Enviado por Adalbertolima
em 11/05/2009 19:04:51
Offline
Adalbertolima
PERCALINA VERDE-DRUMMOND
PERCALINA VERDE-DRUMMOND (Prosa-poética) O trem de ferro sai do Rio de Janeiro levando a encome...
Enviado por Adalbertolima
em 11/05/2009 19:02:15
Offline
Adalbertolima
ROLINHA FOGO PAGOU
José Benedito se criou no interior do Piauí, até os 16 anos de idade. A partir de então, já alfa...
Enviado por Adalbertolima
em 26/01/2009 16:50:55
Offline
Adalbertolima
ROLINHA FOGO PAGOU
José Benedito se criou no interior do Piauí, até os 16 anos de idade. A partir de então, já alfab...
Enviado por Adalbertolima
em 26/01/2009 16:37:21
Offline
Adalbertolima
A IMAGEM DA JANELA
Que vê teus olhos através do cristalino - vidraça dos olhos - Uma tela, uma galha seca, uma mor...
Enviado por Adalbertolima
em 23/01/2009 12:56:30
Offline
Adalbertolima
LEMBRANÇAS
Pálidos raios do ocaso Tocam suavemente as brancas asas De uma garça, no crepúsculo das lembrança...
Enviado por Adalbertolima
em 22/01/2009 16:04:40
Offline
Adalbertolima
MENINO TRAVESSO
Sou um menino travesso Deixo tudo pelo avesso Dobro as esquinas, a rua Esses dias, peguei a lua...
Enviado por Adalbertolima
em 22/01/2009 16:02:25
Offline
Adalbertolima
ASSIM SÃO OS POETAS
Estive em teu mundo. Longe muitas léguas e tão distante no tempo...Vi minha história em poucas li...
Enviado por Adalbertolima
em 22/01/2009 15:59:42
Offline
Adalbertolima
LAGARTIXA DE ESTIMAÇÃO
Ninguém comprava meia dúzia de lagartixas Que eu criava no muro, porque não venderia Por dinheiro...
Enviado por Adalbertolima
em 30/12/2008 00:54:50
Offline
Adalbertolima
DOCE MAR SALGADO
No mar de teus sonhos Lancei meu navio E por horas a fio Fiquei a pensar. A onda batia Na encost...
Enviado por Adalbertolima
em 30/12/2008 00:53:23
Offline
Adalbertolima
TODO DIA É SANTO
O santo é santo todo dia Todo dia é dia santo O santo peca todo dia Eu peco todo dia santo
Enviado por Adalbertolima
em 30/12/2008 00:51:17
Offline
Adalbertolima
CUIARANA
O sertanista no trem levava os teréns que podia levar: uma rede, um facão e uma pá. Ajudava ...
Enviado por Adalbertolima
em 26/12/2008 18:19:53
Offline
Adalbertolima
CÂNTARO PARTIDO
Ontem eu vi tuas lágrimas Escorrerem aos quatro cantos Como chafariz ou cântaro partido Antes fos...
Enviado por Adalbertolima
em 24/10/2008 19:58:14
Offline
Adalbertolima
DESCONSTRUÇÃO
Ontem eu vi tuas lágrimas Escorrerem aos quatro cantos Como chafariz ou cântaro partido Antes fos...
Enviado por Adalbertolima
em 24/10/2008 19:54:25
(1) 2 »