https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Rosilene

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Rosilene

Sinal de Alerta

 
A terra esta na menopausa
a camada de ozônio esta furada
só vemos destruição
por todos os lados.
Os navios petroleiros
fazem o mar negro
só há morte onde havia vida.
Destruímos o meio ambiente
a fauna e a flora estão carente
o homem esta perdido
entre suas fantasias.
Não podemos parar o ciclo
todos sabem do perigo
a terra esta ficando velha...
Falam em democracia
ecologia
pura hipocrisia
tudo continua igual.
As guerras
sobre terra, religião, e poder
são puro egocentrismo
coisas de megalomaníacos
que não sabem o que fazer.
Estamos pagando o preço
da cobiça e do egoísmo
em que somos narcisista
e matamos por prazer.
Estamos impotentes
ao domínio da mãe natureza
à esperança de alguma surpresa
que nos tire desse caos.
Só nos resta tentar
consertar o estrago
a falta de tato
que tivemos com ela.
Plantar o verde
parar com as guerras
respeitar uns aos outros
limpar a terra.
 
Sinal de Alerta

Extração

 
Ouço me chamar
porque não foi
Maria, Dolores?
Porque ouvi meu nome meu Deus?
Logo eu, que tenho fobia a dentista.
Dentada na cadeira macia
fico petrificada
são 3 horas em ponto
todos usam branco
só eu de vermelho (conheço a cor da dor do pranto).
Vem a seringa
depois a xilocaína
por fim a tensão
o suor a escorrer
nas palmas das mãos
e até esqueci o Ave-Maria.
E é um pega- escorrega
um torce-puxa miserável
o doutor troca os instrumentos
a assistente suga minha saliva
insistentemente
e o tempo paira.
O dente entranhado
zomba da minha agonia
da luta que se trava
das lágrimas que se iniciam.
Finalmente ele cede
e quando desce
um soluço, um suspiro
igual a dor de parto
cortado pelo mudo silencio- o alívio.
A sensação de renascer
em que se ganha
quando se perde
onde só na dor
encontra-se prazer.
 
 Extração

Céu e Mar

 
Céu e Mar
uma só linha
azul muito azul
tom sobre tom
no horizonte infinito.
Quantas coisas há
entre o céu e o mar?
No mar , muito a navegar...
No céu, muito a voar...
Átomos vagando
pela imensidão
dessa linha azul.
O abismo, vago abismo
a olho nu.
Um vazio infindo
cheio de incógnita.
No mar, muito a navegar...
No céu, muito a voar...
Quantas coisas há
entre o céu e o mar?
 
Céu e Mar

Utopia

 
Não ha paz
em nenhum paraíso
só em panfletos de turismo
tudo e utopia.
Mulheres de capa de revista
masturbação, fantasia
elas também tem
celulites e estrias.
Rico suicida-se
pobre enriquece
ninguém esta conformado
problemas permanecem.
Vida mundana
águas que se renovam
nada se perde
tudo se transforma.
Ambigüidade de vida
tempo que envelhece
a terra gira
em trajetória certa.
Não há paz
em nenhum paraíso
só em panfletos de turismo
tudo e utopia.
 
Utopia

Vazio

 
Hoje abri a gaveta
em busca de algo
nada encontrei.
Só papéis velhos, mofados
esquecido pelo tempo.
Há! Cartas de amor
li e reli
não tinham mais
nenhum valor!
Pequena música
ouvida ao longe...
Hoje abri a gaveta
em busca de algo
nada encontrei.
 
Vazio

Babilônia

 
Atrás do quintal
além do muro
existe outro mundo.
A vista, um vale
embaixo dos pés
um grande declínio
que leva-o ao paraíso
de jardins suspensos
obliquamente construídos.
Lá tem uma porta-sem muros
ao lado uma fortaleza-falida
com uma guarita inacabada-sem guarda
onde a brisa passa
o tempo paira
a liberdade é ganha
na vastidão infinda.
Porém, em frente-no vale
existe muita gente
um barulho profundo
de ônibus,buzina, mundo
outdoors e favelas por toda vista
e pairam no ar
o cheiro forte e ímpio
de pobreza, gás carbônico, e gasolina.
Sentada entre bananeiras
na Babilônia do meu tio
contrasto a ambigüidade do mundo
me deslumbro
fico feliz
na presença do meu primo
de corpo Herculano
traços finos
com olhos felinos
que me olham-devoram
enquanto assistimos juntos
ao pôr do sol.
 
Babilônia

Saudade

 
Noites de serestas
musica romântica
e o corpo só
perdido na cama.
Murmúrio do mar
vodka sem luar
cama vazia
fome de amar.
Perdida na solidão
entre tesões falsos
pensando em você
me embriago.
Saudade que alucina
desespero que mata
vivendo de lembranças
de noites passadas.
Vivo por te querer
meu amor é grande
mas sinto que a saudade
pouco a pouco esta me matando.
E se você perguntar
o que é a saudade
vou lhe dizer com experiência:
ela alimenta e dilacera
corroi e mata.
 
Saudade

Água e Fogo

 
Ele é mentiroso
ela é muito franca
ele fala pouco
ela é uma tagarela ambulante.

Ele é pacato
ela é fogosa
ele não exagera
ela sempre extrapola.

Ele é desleixado
ela é altamente vaidosa
ele nunca domina
ela prende, ama, devora.

Ele é controlado
ela não tem controle
ele fala em passear
ela pergunta, “Onde iremos jantar?”

Ele é pacifico
ela é revolucionaria
ele quer paz e amor
ela quer sexo, droga, e rock’n’roll.

Ele é realista
ela é otimista
ele é tímido
ela é muito extrovertida.

Ele é seguro
ela é desprendida
ele usa o raciocínio
ela é intuitiva.

Ele é católico
ela é mística
ele conta um fato
ela idealiza.

Ele é normal
ela é diferente
ele espera tudo
ela é super impaciente.

Ele quer férias em Porto Seguro
ela quer ir a Paris
ele quer tranqüilidade
ela precisa de desafios.

Ele é persistente
ela é mundana
ele quer compromisso
ela quer deitar na cama.

Ele é dócil
ela é rude
ele sabe quando erra
ela é orgulho puro.

Ele é Aquáriano
ela é Ariana
ele domina as águas
ela domina as chamas.

Nessa água ela se afoga
nessa chama ele se consume
e entre água e fogo
só restam cinzas puras.
 
Água e Fogo

Amor Mecânico

 
O despertador apita
são 5 horas da manhã
ele acorda
troca de roupa
não muda a fita.
Vai trabalhar
e me da um beijo
mecanicamente de despedida
e diz:
“Eu te amo! “
O padre falou
que entrelaçamos vida
construiremos ninho
que ironia!
Dormimos separados
como dois estranhos
e quando falamos
discórdia, briga.
Aqui não tem
amor, feijoada, farinha
aqui tem é oléo, graxa, gasolina.
O padre falou
que entrelacamos amores
construiremos família
que ironia!
 
Amor Mecânico

O QUE VEJO

 
O que vejo
são luzes, fumaças,buzinas
lixo em cada esquina
arranha-céu, gaiola humana
crianças esmolando
nos semáforos dos centros urbanos.
O que vejo
é o preço alto do aluguel
da comida, gasolina
o baixo índice de vida
desemprego, alta população
trafico, muito ladrão
colarinho branco, democracia falida.
O que vejo
é a cidade grande
dando risada
destruindo sonhos
mandinga por todos os cantos
é a morte galopando
pelas ruas barulhentas
dos centros urbanos.
O que vejo
é a cidade grande
barriga vazia...
 
O QUE VEJO

Você

 
Você me respira
eu te respiro
você me domina
me cheira
eu transpiro.
Você me toca
eu levito
você é você
e eu acredito.
Você me ama
eu te fascino
você se confessa
juras de amor
promessas
eu acredito.
Você me enlaça a noite
e de dia acordo
entrelaçada em seus braços
como menina
que busca o balanço
mas segura firme
na corda bamba.
Você é gostoso
olhos verdes cristalinos
você me encanta
igual oásis
almejo água
num dia de deserto
calor infindo.
Você …
 
Você

Leviana

 
Na calada da noite
ao som da viola
me calo
penso em você
entre sorrisos
canto e bebo
e o vazio no peito
não consegue ir embora.
Entre olhares perdido
e sussurros atrás da porta
tento amar e me da por inteira
não consigo
a saudade me devora.
Um cigarro após o outro
e o litro de vodka
que já jaz na mesa
morto pela incerteza
da minha derrota.
Entrego-me a outros homens
na esperança de seu semblante
mas depois que as luzes são acesas
sinto-me tão leviana.
Forte é o que sinto
tão forte que enfraquece
e este corpo débil que uso
cansado adormece.
E no dia seguinte
quando o álcool não mais enlouquece
sinto-me de novo leviana
e sei que não mereço
o amor que me destes.
 
Leviana

Gaivota

 
Queria ser
como a gaivota
voar e voar
sem rumo
sem volta.

Ter uma mente
irracional
minúscula
sem potencial.

Viver e viver
por instinto
caçar o sustento
ser um simples animal.

Queria ser
como a gaivota
conquistar a amplitude
dar voltas e mais voltas.

E saber o que é a liberdade
de verdade
sem a couraça das palavras
sem guerras nem regras.

Queria ser
simplesmente
como a gaivota.
 
Gaivota

Tentação

 
Você bateu na porta
com cara de anjo
e por detrás do disfarce
vi o diabo chegando.
Senti muita excitação
e o seus olhos castanhos
fitando-devorando
todas as minhas entranhas.
o calor do inferno
senti no meu corpo
e quando me tocas
sinto-me louca.
Sua boca carnuda
em contato com meu pescoço
e os seus dedos destros
brincando entre minhas coxas.
Sua mão traiçoeira
sua voz mansa-rasteira
sempre enganando
e o seu fascinante sorriso
de diabo-anjo.
Quero pecar
amar e me entregar
a esse anjo tentação
beleza de vitalidade
que rejuvenesci meu coração.
Estou com fogo
naquilo que dança
pois o diabo já deve
estar dando o banquete
festejando sua vingança.
 
Tentação

O Homem

 
O homem
ser mutante
que analisa
pesquisa
crítica.
Animal racional
porque lhe foi dado
o dom devino
felino
cruel de pensar.
O homem
ser mutante
enfastiado com seus feitos
projetos mal feitos
entedia-se e muda tudo.
Animal demente
que mente
sente um louco prazer
de matar por querer
seu semelhante.
O homen
ser mutante
que analisa
pesquisa
e se auto crítica
que mente e não sente
que mata e se mata
por prazer.
 
O Homem

Escuridão

 
O escuro não apaga
o colírio não limpa
o pensamento é mais rapido
do que minhas mãos tremulas
só minha ânsia é que cresce e domina.
O medo é louco
o desejo é profundo
são muitos os mistérios
que rondam meu mundo.
Hoje quero ser tudo
amanhã não sou nada
indivíduo dulalista
mundo fracassado.
O sexo é elicito
o pecado é mortal
o instinto é felino
a tentação é fatal
(todos possuem um pecado escondido a sete chaves no armário).
O poder não domina
a mente não separa
o amor não engana
a fantasia não acaba
só minha tristeza é que baila, baila, baila...
 
Escuridão

Eu Sou..

 
Eu sou teu passado
incessante a atormenta-lo
sou seu presente
costante a acompanha-lo.
Sou teu desejo
modelo me a tua vontade
sou a tua amada
quando queres ser amado.
Eu sou igual tua mãe
nunca deixo de perdoa-lo
sou a verdadeira amiga
sempre a encoraja-lo.
Sou tambem tua namorada
quando estais sozinho
sou o teu abrigo certo
nas noites sem festim.
Eu sou teu sexo
quando ficas faminto
sou a água cristalina
quando a sede te domina.
Sou teu porto
onde ancoras cansado
sou teu único recurso
quando tudo mais deu errado.
Eu sou..
 
Eu Sou..

O Deus Sol

 
Sol que queima,desidrata
mata todo o gado
a mata.
Sertões bravos
terra de jagunço, cangaço
terra seca
inútil, rachada.
Sol fotosintetizante
da vida à vida
destribuindo o verde!
Sol fertilizante
que da ao homen
o sustento da terra
e a alegria da colheita.
Sol evaporante
beberão de água
faz chuva
frente fria, nevoeiro.
Sol maldito, bendito
no seu antagonismo mísero
oscila entre a vida e a morte.
Que seria de nós sem voçê?
Somos apenas submissos
serviçais aos seus caprichos
e tu és um Deus!
 
O Deus Sol

Flor do Maracujá

 
Eu queria ser a flor do maracujá
futuro fruto do seu pomar
entre bananeiras e laranjeiras.
E quanto o sol se despertar
ver você caminhar por todo o verde.
E agarrar minhas vinhas
balançar, abalar, toda a minha estrutura
e sentir esta brisa, toda essa frescura.
Ver você pegar a flor do maracujá
para enfeitar seus cabelos loiros
banhados de sol.
O tempo passar, a flor muchar
o maracujá caír do pé e rolar
na terra fria...

04/12/84
 
Flor do Maracujá

Dama/ Vagabundo

 
O tato furtado
olhares trocados
silencio culposo- gostoso
de pensamentos profanos.
A distancia infinita
entre dois mundos
não consegue superar
o desejo carnal
implícito, explicito
estampado no rosto
da dama e do vagabundo.
 
Dama/ Vagabundo

Rosilene S. Adams