Textos deste autor
Offline
SALETI HARTMANN
UM LUGAR CHAMADO INFÂNCIA (A BONECA)
Olhos azuis, de boneca, fixos! Parados no tempo e no espaço. Olhando... olhando...olhando....
Enviado por SALETI HARTMANN
em 31/08/2016 03:39:41
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Arco-íris
Arco-íris O vermelho com o amarelo Formam a cor alaranjada Junta-se o azul e o amarelo E a cor...
Enviado por João Marino Delize
em 08/04/2016 15:56:35
Textos deste autor
Offline
TecaLima
Rosa Bela
Rosa Bela vagarosa, tímida moça nordestina. Esquiva e esquálida, no corpo de menina, deixa ...
Enviado por TecaLima
em 26/02/2015 21:15:11
Textos deste autor
Offline
WesSouza
Dança feminina nas nuvens
" E não deixeis que nenhum homem vos engane, porque aquele dia não virá enquanto o homem do ...
Enviado por WesSouza
em 05/12/2014 03:09:36
Textos deste autor
Offline
MarySSantos
admiração
no céu de um campo árido palavras rodopiam bailarinas pisando o ar como fios de algodão ah, ...
Enviado por MarySSantos
em 02/12/2014 19:06:34
Textos deste autor
Offline
MarinaNegre
penteando
serpente rastejando no cabelo mordendo pensamento envenenando a mente
Enviado por MarinaNegre
em 20/08/2014 01:30:03
Textos deste autor
Offline
Tosco_Bardo
Aos cães...
--------------------------------------- ============ ============ Aos cães... ============ ====...
Enviado por Tosco_Bardo
em 06/07/2014 02:39:12
Textos deste autor
Offline
nereida
Último jogo
Não importa vencer Sem nunca participar, Não é futebol Se não te...
Enviado por nereida
em 25/06/2014 19:58:53
Textos deste autor
Offline
RaipoetaLonato2010
O amor de Pocotó
A índia Monny usava plumas de ema e pavão. Colares de dentes, pulseiras de capim e unhas de g...
Enviado por RaipoetaLonato2010
em 17/01/2013 04:08:29
Textos deste autor
Offline
soli
Valeu a pena!
Senti revolta, desespero. Fúria e dor. ...
Enviado por soli
em 25/10/2012 08:15:53
Textos deste autor
Offline
Raul Cordeiro
Férias ! ( que estou quase a ter) e Verão que nao vou esquecer - Raquel Cordeiro
O primeiro dia de férias Não há como descrever Tudo é mais calmo e simples e a qualquer hora poss...
Enviado por Raul Cordeiro
em 19/06/2012 22:12:08
Textos deste autor
Offline
Raul Cordeiro
Poema Português - Raquel Cordeiro
Quando as portas do castelo se abriram Todas as princesas caíram E já com o rabo no chão Se ouviu...
Enviado por Raul Cordeiro
em 13/06/2012 10:19:59
Textos deste autor
Offline
A.M.
Chamar a juventude
Fecho os olhos e tal como uma criança corro campos e apanho flores cheia de esperança. Desabroch...
Enviado por A.M.
em 01/05/2012 21:35:26
Textos deste autor
Offline
barreto
simplesmente singela
Simplesmente singela tu que tens olhar de criança que atrai sem querer que tens cheiro de meni...
Enviado por barreto
em 20/01/2012 17:05:41