https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

SINGELO ACREDITAR

 
 

Como cheguei até aqui?
Onde estará a família que deveria eu coexistir?

Caminhos enganosos! Vim suprir a ausência esperada
de pais que não conseguiram ter a criança por eles amada.

Não queria mais a esta terra nascer,
no entanto fui enganada por um anjo
que dizia: “Teu Grande Amor encontrarás em teu viver!”

Então, pela mentira convencida,
após a missão realizar,
fiquei à mercê de uma falsa Esperança a me guiar.

Na ingenuidade do crescimento,
acreditei n` um sonho
que fazia parte dos planos para meu convencimento.

E, naqueles mares sonhados,
sacralizei minha vida na procura
de ver novamente aquele par de olhos azulados.

Em angústia de falsa ilusão, cruzei sangrando
estradas de profunda solidão.

Após ferir-me diversas vezes na vital lança fina,
o amadurecimento fez-me enxergar a minha inevitável sina...

... uma mulher atrelada a um sonhar
vivendo presa à dura realidade de seu penar.

O Amor existe aos que para ele foram consagrados,
mas será angústia cruel
àqueles que para nascerem
foram pelos anjos enganados.


 
Autor
dellacoelho
 
Texto
Data
Leituras
756
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
agniceu
Publicado: 13/07/2010 10:17  Atualizado: 13/07/2010 10:17
Da casa!
Usuário desde: 08/07/2010
Localidade:
Mensagens: 318
 Re: SINGELO ACREDITAR
Existem milhares de poemas ocos com melodias doces, mas o seu poema tem raízes doces e penetrantes, um sentimento em cada palavra, uma dor que não passa…

Não compreendo, porque escreve no seu blogue estas palavras… “Fraude…Esta dor que me dá Voz de Poeta”

Um abraço…