https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

O ÔNIBUS DA SOLIDÃO

 
O ÔNIBUS DA SOLIDÃO


Em cada olhar, fica gravado uma imagem,
que mistura a tristeza, dessa longa viagem,
mais uma que levarei, do rio e do matagal.
O verde que passa
minha visão embassa
fincam em minha alma,como se fosse um punhal.

Nesse ônibus, e só o começo de uma aventura,
onde desfila pela janela,as paisagens da amargura,
entre o verde e azul, não sei quem quer me matar.
Queria a velocidade da luz
fugir do que não me traduz
e que nunca me diz,o que na vida vou procurar.

Montanhas e matas, que para trás vão ficando,
não sei por que meus olhos continuam olhando,
ficam no passado,só na memória não vão morrer.
A poeira encardida
que invade minha vida
escurece tudo, parece tentando me enlouquecer.

GIL DE OLIVE

 
Autor
gil de olive
 
Texto
Data
Leituras
536
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/02/2011 08:37  Atualizado: 13/02/2011 08:37
 Re: O ÔNIBUS DA SOLIDÃO
Caro Gil, talvez passe um vento benevolente que disperse essa poeira para bem longe! Gostei do seu poema. Abraco!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/02/2011 10:36  Atualizado: 13/02/2011 10:36
 Re: O ÔNIBUS DA SOLIDÃO
Amigo Gil,um poema sentido,nostálgico e saudoso...
Ficou lindo!

Parabéns!
Abraços ternos!

Enviado por Tópico
JBMendes
Publicado: 13/02/2011 11:07  Atualizado: 13/02/2011 11:07
Colaborador
Usuário desde: 13/02/2010
Localidade:
Mensagens: 5222
 Re: O ÔNIBUS DA SOLIDÃO
Querido poeta gil de olive - Ver paizagem durnte uma viagem e apreciar as cenas à beira do caminho...
Lindas comparações poéticas
Um abraço JBMendes

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/02/2011 15:12  Atualizado: 13/02/2011 15:12
 Re: O ÔNIBUS DA SOLIDÃO
As coisas vão mesmo ficando para trás, mas ficam, para sempre, na memória! Belíssimo texto!