https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Dedicatória : 

Tu, enfermeira

 
Meu corpo dorido jaz numa cama
Minha mente, vagarosa, confusa, desorientada
Tenta se lembrar… onde estou? Quem sou? Quem fui?
Por quem bateu meu coração?
As lágrimas brotam dos meus olhos
Humedecem minha face inexpressiva
Outrora jovem, risonha, alegre… feliz
Sinto-me desfalecer
A artrose dilacera meus sentidos
Dificulta minha marcha...
E tu, estais aqui, oferecendo
A força do teu braço
A alegria do teu sorriso
O carinho do teu toque
A doçura das tuas palavras.
E eu pobre de mim
Volto a sorrir, a acreditar que estou viva
Estremece meu coração
Com o teu sorriso, as tuas palavras, o teu toque
E volto novamente a sonhar
Bem hajas.
Tu que cuidas de mim nesta cama do hospital.


A todos os enfermeiros,
Gente que cuida de gente

Escrito a 12/10/07
 
Autor
Liliana Jardim
 
Texto
Data
Leituras
5338
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/10/2007 01:30  Atualizado: 12/10/2007 01:30
 Re: Tu, enfermeira
Apesar dos prosaísmos em alguns trechos sua poesia possui boas imagens poéticas e traduz-se numa bela mensagem. Saudações de Godi.