https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Pluma de amor

 
Pluma de amor
 
Tem transparente ventura
Despe venenos ao conceito do amor que rego
Em suas entranhas há córregos de azul véu
Cedo e tão logo me despes,
és de outra.
Julga-me incapaz de amar-te.
Porém nunca olhou-me por inteira.
Debulha o gosto suave,
O sabor do vinho rosé de Mateus
No Porto encontrado, as vestes remexidas.
Atracada por amor,
Julgo as portas abertas
Pelas cicatrizes que me lambes.





Diana Balis

Diana Balis, para um incerto Luso.
 
Autor
DianaBalis
 
Texto
Data
Leituras
505
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.