https://www.poetris.com/
 
Textos -> Desilusão : 

Prometo ser diferente!

 
Prometo ser diferente!

Open in new window


_ Confesso que não está sendo fácil.
Como foi e está sendo difícil abrir meus olhos, aceitar a realidade das existências.
Quantas pessoas magoei até eu consegui chegar aqui!
Mas acho que estou vencendo.
Hoje eu vejo as diferenças da vida com outros olhos, vejo que cada diferença é para ser respeitada e que nem tudo é como queremos.
Ou melhor, tento ver as diferenças, pois elas ainda ferem meu coração e eu penso não mais suporta e quero exigir que tudo seja como eu quero.
Na verdade, infelizmente tive que perde pessoas muito querida que não teve paciência comigo.
_ È! Não está sendo fácil enxerga estas diferenças, mas pelo menos hoje eu já consigo me disfarça, tento me controlar e as vezes até consigo, mas as vezes ainda me sinto fraca, mas já vejo um sinal de vitória.
Mas até chegar aqui, o quanto sofri, e ainda sofro com as percas dos amigos que eu não soube sua amizade cultivar. Mas hoje, já aceito que as coisas se diferencia do que realmente queremos.
Poise, a você que me refiro, a você que não acredito em meus sentimentos e imaginou o que na verdade não era, você sabe que falo é você. Você também faz parte desta diferença, você faz parte dos que perdi.
Te conheci bem pequenino, um doce menino, o doce menino que em seguida foi embora e deixo pegada em meu coração e nunca mais volto.
Você sabe que falo é com você, o seu coração neste momento já te deu o toque de alerta.
_ Poise, Antis você só não sabia dos meus sentimentos, não sabia que em algum lugar do mundo por sua ausência existia um coração sofredor.
Mas anos depois, atravez de tanta busca o destino quis nos dar uma chance de nos encontrarmos.
Pena que eu não soube agarra esta chance e o vento veio mais forte e a levou. Hoje só fico a lembrar do tempo que eu faria qualquer coisa para te ver, para te ter, eu nem mesmo queria saber se minha dignidade eu iria perde, para perto de mim eu te ver. Me senti carente e a qualquer custo te quis presente.
Assim eu quis, assim aconteceu, mas do que adianto, a nossa amizade acabou.
Fizemos loucuras a qual ao mesmo tempo que eu queria também não queria.
Eu sei que você também não queria, mas por tanta insistência a te ver, e você para não ter seu orgulho ferido, ou quem sabe não deixar-me magoada, entramos juntos nesta roubada.
Do que adianto, hoje cada um estamos para um lado.
O seu coração está magoado, e o meu na lembrança do passado.
Eu sei que fui esseciva, pegajosa, melosa e mereço este desprezo.
Mas confesso que ele dói muito e eu faria qualquer coisa para voltar atraz se eu pudesse.
Também não adianta eu dizer que mudei, porque as vezes nem eu sei.
Tenho medo de me sentir fraca e outra vez te magoar, mas eu preciso te confessar, que apesar de tudo que não era assessório e eu fiz, e tudo que eu disse, o que eu disse, só disse o que eu realmente sentia e ainda sinto.
O meu sentimento por você(R) é tão sincero e tão forte que eu realmente sentia sua energia.
Meus sentimentos por você parece mágico, ele apesar de tantas coisas, de tudo que você de mim andou dizendo, ao envez dos meus sentimento acaba morrendo, ele não acaba, ele está cada dia crescendo.
Sei que muitas vezes você duvidou dos meus sentimentos, muitas vezes chegou a pensar que eu estivesse apaixonada, mas não é nada disto.
Mas eu mesma acho tão estranho, que as vezes parecia que um outro corpo possia meu corpo, e eu conseguia sentir suas necessidades, como se você precisasse de ajuda.
Hoje tudo entre nos mudou, você preferiu não ser mais o meu amigo, só me resta te pedir desculpas.
Mas como o mundo da muitas voltas, se em uma destas, nos encontrarmos novamente, prometo ser diferente!

Autora; Maria silvania dos santos
silvania1974@oi.com.br


Open in new window

 
Autor
silvania1974
 
Texto
Data
Leituras
924
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.