https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Pai Filho

 
Tags:  Poesias sem Fim  
 
Meu passado... Sinto frio
Ter, aquele a admirar
Mas o senhor me ignora
Me expõe a esmolar
Sinto fome
Fala, fala meu coração
De carinho, de amor
Mesmo sangue no interior
Por que nada me dizia

Suspiro? Cigarro revolta
Mais um dia que a cigarra assovia
Seu canto sozinha
A ponto de explodir
Seca seus olhos
Mas não quer, se dividir
Em palavras
Pai filho
Que liberdade muda
Tens que ter um sentimento profundo

Porque nada me dizia
Brigas, saindo fora de si!
Possuído bebia
Há pontas de cigarros no chão
Que perfuras meu pulmão
Meu coração
Aos poucos me sinto chão
Perdoai-me, pai
Numa palavra
Há um novo verão
Para libertar-se,
e me chamar de filho

Por que nada me dizia
Só sofria... E eu sentia.

Autor; Nelson Martins


Open in new window


 
Autor
NelsonMartins
 
Texto
Data
Leituras
822
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
5
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 24/05/2013 05:19  Atualizado: 24/05/2013 05:19
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Pai Filho
e eis-me aqui sem palavras... bjs


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 24/05/2013 12:04  Atualizado: 24/05/2013 12:04
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29228
 Re: Pai Filho
Tenho trez filhos alem de amigos somo ótimo companheiros. Somnre agradecer


Enviado por Tópico
RaipoetaLonato2010
Publicado: 22/05/2014 04:49  Atualizado: 22/05/2014 04:49
Colaborador
Usuário desde: 13/03/2010
Localidade: Paulínia-SP
Mensagens: 2655
 Re: Pai Filho
Senti-me me identificado com a angústia presente no poema.Muito bem.