https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O Grito do Ipiranga

 
Tags:  7 de setembro  
 
.


Helen De Rose
Visite meu blog

"Ou ficar a pátria livre ou morrer pelo Brasil."
Diz o Hino da Independência depois do grito:
"Independência ou Morte!", bradado de forma viril
por Dom Pedro I, o mesmo que disse: - Eu fico!

O país estava a postos para lutar contra quem o colonizou,
"o pomo está maduro, colhe-o já, senão apodrece"(1),
e foi colhido às margens do riacho Ipiranga, onde culminou
a vontade de romper com Portugal, na voz que o enobrece.

Dom Pedro I permanece até hoje em nossas memórias,
com o seu inesquecível 'Grito do Ipiranga' que proclamou
a Independência do Brasil, ilustrando livros de histórias
para os brasileiros não se esquecerem de quem os libertou.






(1) Frase de Maria Leopoldina de Áustria, esposa de Dom Pedro I
 
Autor
HelenDeRose
 
Texto
Data
Leituras
2889
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 23/08/2013 22:12  Atualizado: 23/08/2013 22:12
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: O Grito do Ipiranga
interessante o seu texto Poetisa, "Ou ficar a pátria ou morrer pelo Brasil", até porque, hoje está tão atual.
Não que Dom Pedro I fosse alguém em especial, até porque o seu principal intuito seria sempre manter o Império (uno e indivisível), ou a descendência real, mas irei um pouco mais longe, porque me lembrei num repente desta frase, “O Brasil alterou o seu status de “Deitado eternamente em berço esplêndido” para “Verás que um filho teu não foge à luta”, gritada hoje pelas ruas do Brasil todo. Obrigado.

Agradeço-te

Enviado por Tópico
DomingosdaMota
Publicado: 23/08/2013 23:06  Atualizado: 23/08/2013 23:06
Colaborador
Usuário desde: 15/05/2010
Localidade:
Mensagens: 834
 Re: O Grito do Ipiranga
Felizmente que D. Pedro I, do Brasil, e IV de Portugal, não cumpriu a sua palavra de Rei, o seu "Eu fico!", e veio a Portugal correr com o irmão, D. Miguel, e mais do que com D. Miguel, com os miguelistas.

Viva a Liberdade!

DM