https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Fazendo água de rosas numa fria folha de cacto

 

Como os lemingues morrer ouvindo trovão angustiado,
som do ferro frio, catre que bate na velha bigorna.
Pela luneta a caneta de led escreve simples sonhos,
tão barbudo, hirsuto com o peso a cabeça entorna.

Densamente condensa, pensa o anão povoando a mão,
tecendo finos fios de seda ora saídos das cerejeiras.
Se incêndios há, não hei de apagá-los numa só demão,
lembro da lágrima que brilhou nas faces altaneiras.

Numa fria folha de cacto muito fiz águas de rosas,
quando outros rastejaram para esconderem o rosto,
por um longo tempo sob o relógio cansado de agosto.

Já era hora da viagem, dádivas das senhoras idosas,
mas, consegui amaciar o travesseiro quente à frio,
quando a janela apontava para os sulcos do lavradio.

 
Autor
FilamposKanoziro
 
Texto
Data
Leituras
335
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
s.i.s
Publicado: 23/12/2015 05:12  Atualizado: 23/12/2015 05:17
Muito Participativo
Usuário desde: 01/12/2015
Localidade: São Paulo
Mensagens: 85
 Re: Fazendo água de rosas numa fria folha de cacto


Os cactos são mal interpretados... Mal sabem, que seus espinhos são folhas,folhas essas que conduzem a água fonte da vida para o mais profundo do seu interior e acredito que é desse fundamento assertivo que existe a possibilidade de nascer as águas das rosas, mas sobretudo o de sobreviverem em meio ao deserto,as tempestades e a extrema solidão.
Sabe Mestre?
Esse foi um ano daqueles em que os cactos muito foram obrigados a lutar para conservar seus espinhos,suas raízes, seu caule que parece tão oco,tão vazio e que porém tem oculto das observâncias desligadas do mundo, tanto a ser visto,sentido,tocado e de certa forma até disposto com pureza e gentileza a ser doador de vida nutritiva e pensar nisso através do seu valioso trabalho,muito me comove e me faz sempre ter o sincero desejo de dizer a você que agradeço a oportunidade de ler e aprender com seu acervo.
Lhe desejo um feliz natal onde quer que esteja, que seus sonhos caminhem seguros e confiantes para além dos destinos traçados pelos capitães dos navios que carregam as belezas infinitas desse seu coração.
Beijo você com respeito,admiração e gratidão, feliz novo ano Mestre para você e sua família com muita paz,amor, amizade,saúde.


PS: As Senhoras idosas trazem dentro de si mesmas,meninas que conseguem ver para além da ponte entre o sol que foi e o que irá nascer e isso é um dom imensuravelmente raro,que bom que você assim ver e demonstra, o mundo lá fora agradece e eu também.