https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

SÁTIRAS DO MEU EU

 
Open in new window

Astro rei iluminado está
Tosco baldio onde me afago
No crepúsculo límpido sofá
Estéril chão que causa estrago

No roto, terra rasgada
Semente insípida, inchada,
Neste solo, morto infecundo
Funéreo fundo a ânsia enxada

Nasce trémula semente
No desenxabido mundo
Deste que já, jaz inerente
Ás mãos dum ser profundo

De pouca monta verna
Sem força e já febril
Do começo primaveril
Conspurca e logo inverna

Eis-me aqui em tal sêmen
Devoto aquilo p`ra que vim
Nesta inconstância fico enfim
Até que dê o triste ámen

F.Serra

 
Autor
F.Serra.Pintor
 
Texto
Data
Leituras
377
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
56 pontos
6
5
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 24/01/2017 14:34  Atualizado: 24/01/2017 14:34
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: SÁTIRAS DO MEU EU
Pelo estrutura ritmica dos versos, pelas rimas impecáveis, pela delicadeza dos sentimentos, pela autenticidade do conteúdo poético, tuas quadras revelam, com certeza, um autor representativo, com muita maturidade, e que tem intimidade com as palavras.

Mil parabéns, F. Serra. Amei.


Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 24/01/2017 14:59  Atualizado: 24/01/2017 15:00
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3962
 Re: SÁTIRAS DO MEU EU

Me fez pensar...
Adorei!
Um beijinho, Francisco!

*-*


Enviado por Tópico
Angeline
Publicado: 24/01/2017 15:36  Atualizado: 24/01/2017 15:36
Colaborador
Usuário desde: 07/01/2017
Localidade:
Mensagens: 1295
 Re: SÁTIRAS DO MEU EU
Francisco
Sempre a surpreender, não é?
Aliás, por que a surpresa?
És um grande poeta, e o estás a provar , que não
só românticos, sensuais , também em poemas que
nos convidam a pensar, a refletir, como neste SÁTIRAS DO MEU EU, mostras o talento e
a inesgotável inspiração que possuis.
Beijinho meu.
Angeline