https://www.poetris.com/
Poemas -> Desilusão : 

NINGUÉM

 
Tags:  poema  
 
NINGUÉM
 
NINGUÉM
(Jairo Nunes Bezerra)

Ninguém apareceu realmente à minha frente.
E mais forte predomina ainda a minha solidão...
O teu comentário inspirou a minha mente,
E vivaz quedo-me pensativo ante a amplidão!

Tu estrela que transitas no meu limitado espaço,
Com teus acessos amplias as minhas poesias...
De ti deveras nunca fui alvo de descaso,
E emocionado controlo a minha reinante alegria!

Que continues a bela e atrativa flor de teu jardim,
Alicerçada por jasmim,
Liberando os teus odores variados!

E à distância ver-te-ei sempre sorridente,
Ofuscando os raios do sol ascendentes,
Deixando-os anuviados!










 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
57
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.