https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Teu olhar encandeia minh’alma

 
Open in new window

Meu amor!
Teu olhar encandeia minh’alma,
Chamusca meu coração,
Que não sabe viver sem você.
No paraíso do seu sorriso
Guardo as delícias advindas
Das suas mãos de lã
Que me enchem de mimos
Nas tardes de namoro,
Onde exalam aroma das rosas
Nos bicos dos beija-flores,
Que não se cansam de beijar
Pétalas coloridas das dálias.
Não, não fale mais, minha querida!
Enquanto sugo mel em teus lábios
De sereia. Sereia que vive
No alto mar do meu coração.
Minha sereia d’água doce,
Que desagua na foz que há em mim.
Minha cara-metade!
Com teus afetos, encho o mar e a terra
Com a felicidade que me dá
De verão a verão, na praia
Ou em nossa casa de sonhos.
Minha ninfa!
Teus murmúrios em meus ouvidos,
Supera a expetativas da minh’alma,
Que tanto te quer, como a lua
Quer o sol, que a guia na hora das monções.

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
304
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
0
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.