https://www.poetris.com/
Sonetos : 

NO CANDELABRO DO SOL

 


No candelabro do sol sobram pontos cardeais
É o que a natureza nos trás neste lindo arrebol
A flora renova a seiva pássaros cantam felizes
No cais do porto circulam donzelas e meretrizes.

A vida tem seus matizes padece instabilidades
Em cada sociedade buscamos sermos felizes
Temos muitos incômodos a desfazer diretrizes
Mas somos premeditados para curar cicatrizes.

Não há causa sem efeitos nem amor sem perdão
Se tem dever tem direitos numa mesma proporção
E há sempre uma demanda para insubordinações.

Para ser um cidadão cumprimos todo um rito
Somos fontes de conflitos é assim a humanidade
O desapego a esta vida nos remete a eternidade.


Enviado por Miguel Jacó em 05/01/2019
Código do texto: T6543411
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
138
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
6
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 05/01/2019 14:45  Atualizado: 05/01/2019 14:45
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1191
 Re: NO CANDELABRO DO SOL
Belo poetar meu amigo!
Assim é o mundo, e assim caminha a humanidade.

Abraço

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 05/01/2019 20:35  Atualizado: 05/01/2019 20:35
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2566
 Re: NO CANDELABRO DO SOL

Sentimento poético
que neste mundo
se caminha só
padecendo sem humanidade
bondade e amor
num desapego total

Um abraço poeta Migueljaco

Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 05/01/2019 23:09  Atualizado: 05/01/2019 23:09
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1751
 Re: NO CANDELABRO DO SOL
Boa noite Miguel, gosto da forma realista como poeticamente transmite os sentimentos que caminha uma multidão cada vez mais só, que nem percebe que ela é o próprio mal. Versátil o seu versar! Gosto! Abraço.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 06/01/2019 12:05  Atualizado: 06/01/2019 12:05
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6220
 Re: NO CANDELABRO DO SOL
Se na vida soubéssemos o quão a natureza nos oferece, não haveriam curvas pra o dessabor nem o desapego à vida.

Belo soneto! Adorei, parabéns amigo, Miguel.

Abraço!
upanhaca

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 06/01/2019 20:33  Atualizado: 06/01/2019 20:33
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6316
 Re: NO CANDELABRO DO SOL
Boa tarde, Miguel,

Belíssima construção poética.
Parabéns!

Um abraço,
Mary Jun

Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 06/01/2019 22:00  Atualizado: 06/01/2019 22:00
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2376
 Re: NO CANDELABRO DO SOL
Muito bonito Miguel!

Abracos.

*Mary Fioratti*