https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Verão e seu olho bronzeador

 

Nas terras do Brasil,
Reino do samba,
Avizinha-se o verão
E seu olho bronzeador.
Das praças do Rio
Às praias de Guaratuba,
Começa a nudez, o roupão
Desconecta-se dos corpos,
Beldades em exposição,
Miras e espectadores
Enchem praças e orlas
Da praia.
Donzelas na mira
Dos olhares gulosos.
Desfiles infinitos,
Desfilam corpos aprumados,
Que enchem a alma…
Encantos e mais encantos,
Que encantam loucos admiradores
E babados apaixonados,
Que apinham ruas e bermas
Da praia na hora da ponta.
Ó que beleza! Fios dentais
Sem dentes, imersos em bumbuns
Bronzeados pelo olho do sol.
No miradouro de Guaratuba,
Se multiplicam espectadores
E admiradores
Da lindeza fenomenal,
Que o lado feminino expõe
Sem pudor.
Miras e espectadores gingam
Dum lado pra o outro,
Tentando desnudar corpos
Com dedos d’alma.

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
300
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
2
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 04/04/2019 02:49  Atualizado: 04/04/2019 02:49
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6553
 Re: Verão e seu olho bronzeador
Boa noite, meu a poeta.Upanhaca.

Uma prosa poética. Bem escrots. É mesmo assim. Parabéns!!

Um abraço
Mary Jun