https://www.poetris.com/
Poemas -> Tristeza : 

Recaída

 
Recaída
 
Algumas pessoas que se foram da minha vida,
Não me deram tempo para despedida
Por tanto tempo eu pensei que fosse tudo mentira,
Que eu estava me acomodando a uma ilusão mal escrita.

Sonhei com alguém que não visita meu imaginário a tanto tempo,
Que a saudade me cortou como o próprio vento
Veloz, sutil, feroz, viril e intenso.

Por quê? Por que eu tive que me lembrar?
De quem, um dia, eu havia ter esquecido?
De quem tinha a capacidade de me machucar?
Tudo estava tão tranquilo, tão sereno
E agora, a dor que sinto, arranca-me do templo
Minha paz agora se tornou apenas uma curta palavra,
Nula, sem significado, nada.

Como ela deve estar indo?
Ela possui agora motivos para sorrir?
Minha vida não está em harmonia,
Foram tantas recaídas, tantas derrotas
Que, às vezes é tão difícil me levantar...
Preciso de uma pacífica folga.

Estou perdido, sou um cavaleiro sem o brilho
Sem um motivo, sem uma donzela em perigo
Estou a esmo, em segredo, à procura de um abrigo.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
54
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PROTEUS
Publicado: 11/04/2019 21:48  Atualizado: 11/04/2019 21:48
Colaborador
Usuário desde: 27/03/2010
Localidade:
Mensagens: 3548
 Re: Recaída
ESQUECER

De novo te esqueço todos os dias
Para não lembra que fui feliz.
Sim, fui feliz quando ainda nos meus braços.
Quando os beijos eram bem-vindos
e você me amava.
E depois de tantos encontros,
Tantos fantasias em lugares que pareciam lindos
Tudo caiu como taça sobre a laje...
Restou os cacos de lembranças espalhados desordenadamente...
Restou te esquecer todos os dias
para ser feliz...
Sim, te esqueço todos os dias. (Proteus).