https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Aqui estás...

 
Ah doce dor de amor, assim...

Por que não me dás trégua
Cá sempre estás, em mim
Impregnada habitas ao ser,
Como afirmação ao sim
Como lembrança ao esquecer.

Em mim sempre estás...

Entrelaçada, me enredas,
Como a corda ao pescoço
Choro desprecavido a lágrima
Assim como tendão ao osso
Um belo livro a página.

Em mim sempre estás, aqui...

Como a alegria a sorte
Como o sofrimento que sofri
Como a vida a morte.
Aqui sempre estás, jaz,
Num sempre que não se faz.


"Morremos gestantes da ansiedade que nada espera."

 
Autor
Junior A.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
715
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Le Tab
Publicado: 12/02/2007 01:12  Atualizado: 12/02/2007 01:12
Membro de honra
Usuário desde: 02/02/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1460
 Re: Aqui estás...
Parece que estás bem presente connosco, e espero continues a estar, para poder ler os teus poemaS. Aprecia-los como so tu sabes os escreves, e sem dor mas com muita satisfação. Abraços.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 12/02/2007 13:15  Atualizado: 12/02/2007 13:15
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: Aqui estás...p/ Junior A.
Ah! Esta dor de amor
que não dá trégua
ao coração nem a alma
que nos faz sofrer
que nos faz reviver
a saudade que sentimos
sem mesmo querer!!!
Exelente poeta

Beijinhos nesta alma iluminada

Enviado por Tópico
Valdevinoxis
Publicado: 13/02/2007 00:03  Atualizado: 13/02/2007 00:03
Colaborador
Usuário desde: 27/10/2006
Localidade: Aguiar, Viana do Alentejo
Mensagens: 1997
 Re: Aqui estás...
Belo... muito belo! A roçar o brilhantismo da poesia escrita.

Valdevinoxis