https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Em Circunstância

 
Estudo a tua forma
E a loucura em si filtrada.
Como te temo de manhã,
Envolta em cetim e sedas de outrora,
Onde mansamente descansei,
Ou fumei aquele tabaco.
Cartas tuas recebi.
Sem medo, guardei-as no baú onde ainda hoje te encontro.
Apenas e só nua, tais silhuetas venerei
E iluminei o meu caminho.
Vesti de azul por acreditar ser essa a tua cor
E na qual consegues concentrar
A luz intensa do astro desconhecido.
Amado. Odiado. O sol!
E a chuva que caiu?
Perguntavas tu.
É a mesma que me cura as maleitas da sede
E guardo num frasco de vidro opaco,
Comprado na distante dimensão da existência.
Costumo ler textos teus.
Editaste em livro que não comprei.
Pensei que mo oferecesses e assim foi.
Horas passam nas demais instâncias;
Espírito que soletra a minha razão e,
Me identifica de soslaio, por não confiar em ti.
Me desleixo e te deixo, entregue à desconhecida sorte,
Que nunca busquei e me encheu, agora.
O alimento que devoro sabe a ti, por ser parte tua,
Dando-me, a todo o momento, a lembrança do teu choro,
Convulso e complacente.
Em toda a terra lágrimas correram,
Desenhando rios de rara beleza e, agora, me banho.
Na procura do teu olhar,
Entretanto perdido, continuo a acalentar achar
A telepatia que insuspeito na tua mente.
Não é mentira que te ame!
Verdade não o será.
Já não escrevo para te sentir.
Apenas para sorrir e lembrar os retalhos do que vivo;
Imagens de sentido único e cores diversas,
Instrumentos próprios da minha orquestra e
Desta última composição que te dedico, em circunstância.

27 de Março de 2003


© Gonçalo Lobo Pinheiro

 
Autor
glp
Autor
 
Texto
Data
Leituras
466
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 25/02/2009 01:44  Atualizado: 25/02/2009 01:44
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Em Circunstância
E de retalhos se faz uma vida...muito bom!


Bjs

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 26/02/2009 12:20  Atualizado: 26/02/2009 12:20
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Em Circunstância
O desenrolar de uma vivência...fabuloso.

Bjs