https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Não encontro o poema que te fiz

 

Sabes? Fiz-te um poema…
Ainda sem saber ler nem escrever
Mas já te adivinhava algures
Nas penumbras do meu ser

Nesse poema falo da promessa
Cálida em teus olhos de mar
Falo do abismo da tua boca,
Morango silvestre para eu ferrar.

Falo do cheiro do teu cabelo
Do perfume que me inebria,
Tua pele de sabor salgado
Adivinho o prazer que me daria.

Sabes? Fiz-te um poema assim
Mas não o encontro, na tal gaveta
Onde guardo a ternura da alma.
Voou nas asas de uma borboleta.

Procurei-a no verde dos campos
Emparedados nas mimosas dos montes
Procurei-o nos valados em declives
Que alimentam as águas das fontes

Procurei no cantar dos riachos
Debruados de azul em noite de luar
Cerram-se os olhos cala-se a voz
Por o teu poema não encontrar.

Sabes? Nesse poema ainda te não conhecia
Mas sabia que algures me esperavas
Queria agora declamar-te o poema que fiz,
Rendilhar de ternuras da minha voz brotadas.
 
Autor
jaber
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1109
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
42 pontos
26
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 02/04/2009 11:23  Atualizado: 02/04/2009 11:23
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Não encontro o poema que te fiz
E este poema declamado ao ouvido de alguém... será um momento mágico!
Lindo Jaber! Gostei imenso!

Beijo


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 02/04/2009 12:15  Atualizado: 02/04/2009 12:58
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Jaber,

Há coisas que só o coração explica, feelings que pressentem sentimentos muito antes de tomarmos consciência deles.
Gostei muito.
Bj
Nanda


Enviado por Tópico
Antónia Ruivo
Publicado: 02/04/2009 12:45  Atualizado: 02/04/2009 12:45
Colaborador
Usuário desde: 08/12/2008
Localidade: Vila Viçosa
Mensagens: 3906
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Para quem perdeu o poema saíste-te muito bem, já agora para quando um livrito teu, beijinhos




Enviado por Tópico
LuisaMargaridaRap
Publicado: 02/04/2009 12:59  Atualizado: 02/04/2009 13:00
Colaborador
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Portalegre - Alentejo
Mensagens: 1512
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Sabes que qualquer mulher se iria derreter ao ouvir sussurrar tamanhas palavras, poema espetacular Jaber,

Beijo

Luisa Raposo



Enviado por Tópico
ImprovávelPoeta
Publicado: 02/04/2009 13:51  Atualizado: 02/04/2009 13:51
Super Participativo
Usuário desde: 04/06/2008
Localidade:
Mensagens: 178
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Está bonitinho sim.
Mas acho que não faz o teu estilo. Deve ter-te custado um pouco fazê-lo e publicá-lo.
Escreves melhor noutros registos, mais...Miller ou Vilhena.

Mesmo assim mereces o meu abraço.


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 02/04/2009 15:02  Atualizado: 02/04/2009 15:02
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Jaber, o teu poema é lindíssimo.
Toda a mulher desejaria receber
um poema destes...!
Um beijo
Vóny


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/04/2009 16:40  Atualizado: 02/04/2009 16:40
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Que meiguinho! Quem lê até crê que tens um coração...rss
Brincadeira, Jaber!Está lindo, ritmico e sentimental. Vou até guardá-lo aos favoritos.
Bjins, Betha.


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 02/04/2009 18:49  Atualizado: 02/04/2009 18:49
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12081
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Um sussuro poético no amor antecipado...muito inspirado.

Beijos


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/04/2009 18:59  Atualizado: 02/04/2009 18:59
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Ainda no outro dia falamos disto pessoalmente. da questão das editoras e o raio que te parta. Falamos também de registos e leitores, de ilusões e até de amores. Que se lixe.
Falamos ainda de estilos, e disseste que se te colocassem mil textos à frente e um meu, saberias qual tinha sido escrito por mim. Deixa lá isso.
O Silvério tem alguma razão mas também tem espelhos.
Ai que levei com uma pedra...
Gosto do teu estilo nascido na leitura dos grandes apesar de teu.
Encontrares-te não significa mais que passares a acreditar. Escreves muitas vezes, demasiadas vezes sem acreditar.
Não escrevas mais discursos políticos. Escreve só.


Enviado por Tópico
luciusantonius
Publicado: 02/04/2009 22:31  Atualizado: 02/04/2009 22:31
Colaborador
Usuário desde: 01/09/2008
Localidade:
Mensagens: 670
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Caro Jaber
Não procure mais porque encontrou já.
Este poema é de absoluta 1ª classe e é bom que continue a ser uma das suas referências.
Um abraço
antonius


Enviado por Tópico
OlemaCorreia
Publicado: 02/04/2009 22:38  Atualizado: 02/04/2009 22:38
Da casa!
Usuário desde: 14/03/2009
Localidade:
Mensagens: 278
 Re: Não encontro o poema que te fiz/Jaber
Costumo lê-lo e apreciar-lhe o espirito.
Mas este poema é marco de um verdadeiro poeta.
Adorei o seu conteúdo.
Olema


Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 04/04/2009 19:28  Atualizado: 04/04/2009 19:28
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3397
 Re: Não encontro o poema que te fiz
Neste adorei a essência, o lado lúdico, o lado da emoção mostrada em imagens quase inocentes... mas tão genuínas que... quem não vai acreditar que esse poema tinha o título da mulher amada?... ainda que nem a conhecesses... ainda. Beijo!