https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

SOLSTÍCIOS

 

De Luz e Trevas nos compomos
em eternos ciclos
ora em oposições
ora em dualidade geradora.

De solstício em solstício,
zénite e nadir se alternando,
cegos filhos da Morte
para a Luz nascemos.


José Jorge Frade

 
Autor
josejorgefrade
 
Texto
Data
Leituras
626
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.