Textos -> Crítica : 

Se cada um soubesse o que fazer para dar felicidade ao outro, o mundo seria bem melhor

 
Quando o "ter" se sobrepuser ao "existir"; quando o "ser" for literalmente atropleado pelo "parecer"; quando os aspectos fúteis espremerem o sumo das maduras frutas da boa vontade - já o Homem não será chamado como tal; já a componente sentimental que lhe é própria será substituida por imparcialidade; já a ordem será caos.
Segundo as leis da Natureza, o Homem está determinado a viver para si e para o próximo, em sociedade. Posto isto, e sendo o Homem um ser natural, é completamente contraditório e oposto ao normal fluir da barra cronológica, que estes valores não sejam conservados. Uma das condições básicas de viver com o próximo é a capacidade de lhe proporcionar felicidade e, para que isso aconteça, a verdade, a honestidade e o altruísmo devem reinar no império mental de cada um, estando-lhes intrinsecamente incutidos.
A escassez do conhecimento no que respeita àquilo que um indivíduo pode fazer para a felicidade do outro só vem, na minha opinião, ilustrar a precariedade do pensamento humano com o qual as sociedades actuais são inundadas - só comprova que valores altruístas se desvaneceram face ao emergir do egoísmo.
Assim, se o homem fosse Homem, e se soubesse o que fazer para dar felicidade ao outro, o mundo não seria melhor (porque é absurdo compararmos opostos), mas sim natural.

 
Autor
RGz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1214
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 30/07/2010 13:47  Atualizado: 30/07/2010 13:47
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10549
 Re: Se cada um soubesse o que fazer para dar felicidade a...
Pois olhe meu amigo este é dos textos mais bonitos que por aqui li e já cá ando há um ano,
seria tudo tão bom se fosse então assim natural
apenas.
abraço