https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

As fragrâncias são alianças

 
O canto das searas
no equinócio do Verão
é amarelo no bico de uma cotovia
as fragrâncias são alianças
no dourado espigado pelas mãos...

Os sabores são doces
nas longas tardes longe do luar
as asas abertas
aconchegam os verbos
do pleno voar
com as colheitas aos pés...

O coração na natureza aberta
é a luz da liberdade
que as fontes de sombras
não encontram nos olfactos
tapados da falsa humildade
encobertas de inverdades gritantes!



Ana Coelho
Os meus sonhos nunca dormem, sossegam somente por vagas horas quando as nuvens se encostam ao vento.
Os meus pensamentos são acasos que me chegam em relâmpagos, caem no papel em obediência à mente...

 
Autor
AnaCoelho
Autor
 
Texto
Data
Leituras
644
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
quidam
Publicado: 06/12/2012 15:40  Atualizado: 06/12/2012 15:40
Colaborador
Usuário desde: 29/12/2006
Localidade: PORTIMÃO
Mensagens: 1438
 Re: As fragrâncias são alianças
esteja eu de volta ou não, presente ou ausente... Ana. Tu és sempre tu