https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Salve vidas de ara - Lizaldo Vieira

 
Salve vidas de ara – Lizaldo Vieira
Porque acordar cedinho
Sentir na pela morena
Teu cheiro de coisas de rio e mar
Teu canto de mãe dagua
Teus sabores de fruta madura
Melaço com farinha na cuia
Maracju no pé
mangaba de caída
Doce mãe dos cajueiros e papagais
Quero mais desse ventinho cheio de novidades
Mirar esse azul de mar morno
Beijo do céu
Na boca
Um supra sumo
De mel
Manga rosa
Cana caiana
Cajá e caju selvagem
Puro gosto de beiju de coco
Suco de mangaba de caída
Doce lar
Lurar da praia
Nascente no siriipe
É por você que canto
Me apaixono
Me emcanto
Meu poema tupynambá
Ara
Aragipe
Cajueiros e papagaios
Doce VIDAS de ara.


Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
522
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.