https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Dedicatória : 

A VIDA DE UM GRANDE POETA

 
<br />Mercêdes Pordeus
Recif/PE

Belarmino era daqueles inteligentes meninos
no banco de uma escola poucos dias sentou,
Mas, que aos quatro cantos desse nosso país,
o seu forte brado de poeta nordestino ecoou.

Menino brejeiro, sua fama foi muito longe,
Do seu sertão não saiu, antes o assumiu.
Ali ele nasceu e morreu, sua vida construiu,
Exerceu suas profissões poeta e agricultor.

Belarmino, era daqueles homens fortes,
Que a morte sorrateira leva-os embora.
Mas depois o chora com pena... Triste,
Por ter privado o mundo de sua sorte.

Ele escrevia com o seu grande coração.
E expressou os desejos de uma criança,
Versejou sobre a imortalidade do poeta,
Seus costumes nos trabalhos do sertão.

Expôs seu amor pela natureza com beleza.
Com a sensibilidade de poeta, suas proezas.
Terreno íngreme, certamente o percorreu.
Poeta, repentista, cordelista, assim cresceu.

Pombal, zona rural de Paulista, engrandeceu.
Toda a Paraíba por ele foi sempre honrada
Fez da Fazenda da Várzea da Serra seu canto
E foi nesse canto que ao paraibano encantou.

Mas, sua fama não só aí ficou, foi bem além.
Seu brio de sertanejo se propagou, fora brilhou.
Com seu carisma, Belarmiino o seu vôo alçou.
Foram oitenta e oito anos que na terra brilhou!

ABRIL/06


Mercedes Pordeus

 
Autor
MERCEDES PORDEUS
 
Texto
Data
Leituras
660
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.