https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Permissão

 
Não nos permitimos...

Ficamos presos, encapsulados
Dentro de nós mesmos
Insensíveis ao nosso passado
Atacados pelos nossos medos
Apenas dois seres cansados
Jogados (de todo) de lado
Como velhos e quebrados brinquedos.

Não nos permitimos...

Permanecemos presos por paredes
Criadas num momento de desespero
Perpetuando nossas fraquezas,
Persistindo em velhos conceitos,
Deixando brincar nossos defeitos,
Remoendo possíveis segredos:
Numa expectativa danada
Numa distância pouca
Numa ânsia louca
Numa procura desesperada
De um beijo que não aconteceu
De um abraço que nunca se deu
De um sorriso que por muito pouco
Tempo existiu...

Não nos permitimos...

Sonhamos uma vida cor-de-rosa
Resistimos. Adoecemos nossas almas.
Tínhamos os sorrisos amarelados.
Tudo tingimos de tons acinzentados.
Assistimos, exaustos ao mesmo espetáculo.
Entorpecemos-nos de viver pouco a vida.
Deixamos na poeira dois corações murchos,
Devastados pela existência e saciados dela.

Não aprendemos a técnica
Erramos a fórmula da mágica
Fechamos todas as portas
E cortinamos todas as janelas
Não fomos à Bélgica
Ainda não enxugamos nossos olhos
E o suplício persiste em fazer morada
Nestes corpos sedentos de amor, porém,
Fartos dessa magia que é o viver...

Não nos permitimos
Perdemos-nos em crateras
Transformamos tudo em dor
Deixamos nascer uma triste primavera
Donde brotou uma rosa inócua,
Inodora, insípida e incolor.

Não nos permitimos...
Por quê?




Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
459
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
34 pontos
14
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 23/08/2016 00:19  Atualizado: 23/08/2016 00:19
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1717
 Re: Permissão P/ Gyl
Olá Gyl;
A vida é tão curta e nós não a aproveitamos...adorei esta leitura de um vernáculo que emociona. Revejo-me em tantas coisas...
Obrigada por partilhares algo tão puro e belo
Beijos mil amigo Gyl


Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 23/08/2016 00:23  Atualizado: 23/08/2016 00:23
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1367
 Re: Permissão
Por não nos permitirmos!!
Extraordinário! Forte. Frontal. Fabuloso. Até senti fraqueza! de um dia me "encapsular" e não quero!

Adorei ler. Bravo, bravo! Um escrito de esgrima, de sabedoria e de sensibilidade. Parabéns.

Um abraço de mar com muita estima


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/08/2016 01:25  Atualizado: 23/08/2016 01:25
 Re: Permissão
Uaau, um espetáculo de poema, esse, parabéns!


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 23/08/2016 02:10  Atualizado: 23/08/2016 02:10
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16139
 Re: Permissão
Parabéns Gyl
Excelente! Gostei imensamente da reflexão!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 23/08/2016 16:32  Atualizado: 23/08/2016 16:32
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: Permissão
Olá Gyl,

Muito bom este poema, não só pela escrita como também, pelo seu conteúdo.

Sinto nele um conformismo aparente da rotina e um desejo latente de mudar...


Beijinhos


Enviado por Tópico
Alluconi
Publicado: 23/08/2016 17:46  Atualizado: 23/08/2016 17:46
Da casa!
Usuário desde: 23/08/2016
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 265
 Re: Permissão
Caro Gil ,

belo poema... forte, instigante... um convite à reflexão . Amei !

Um abraço ,

Alice


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 23/08/2016 21:25  Atualizado: 23/08/2016 21:25
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6564
 Re: Permissão
Boa tarde, Gyl,

Quanta verdade!...Parabéns, magistral.

Abraço
Mary Jun