https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

extravagante

 
Tags:  exagero  
 

de tanto que amei
sofri
chorei
não porque
amar faz mal
e sim
exagerei

de tanto que amei
d' outro fiz
ser fenomenal
e fenômeno q' é engrandecido
torna-se trágico
quando não
faz-se arruaça
de temporal

quando
muito
amei
muito
sofri
muito
chorei




O que, às paredes, confesso.

 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
482
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
43 pontos
5
7
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/12/2016 15:33  Atualizado: 28/12/2016 15:33
 Re: extravagante
E a tua poesia extravasa pelos poros Mary!

Lindo !

Um beijo,

Anggela

Enviado por Tópico
Claryssa
Publicado: 28/12/2016 16:30  Atualizado: 28/12/2016 16:30
Muito Participativo
Usuário desde: 08/12/2016
Localidade:
Mensagens: 80
 Re: extravagante
Lindo!

Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 02/01/2017 10:35  Atualizado: 02/01/2017 10:36
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4239
 Re: extravagante P/Mary Santos
Bom dia Mary, BOM ANO de 2017

"extravagante", se faz todo o grande Amor, por designios desconhecidos da mente, já que o coração teima em amar, para além da dor.
Teu poema prima pela forma como o versaste, em curtos versos, a força das palavras se fez sentir mais forte e a mensagem linda por demais.
Lindissímo Mary, parabéns. Eu gostei muito

Beijos
Eureka

Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 28/01/2017 00:03  Atualizado: 28/01/2017 00:03
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: extravagante
Gostei do seu poema

Amar muito é coisa anda pelo ar, também sofrer, também chorar. As lágrimas contêm o sal de um céu desconhecido.

Um abraço

Enviado por Tópico
Angeline
Publicado: 28/01/2017 09:14  Atualizado: 28/01/2017 09:14
Colaborador
Usuário desde: 07/01/2017
Localidade:
Mensagens: 1295
 Re: extravagante
MarySSantos
Extravagante, , foi a forma,
como lindamente descreveste
o exagero ao amar.
Adorei.
Beijinho meu
Angeline