https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Tessitura

 
No afã de certo desejo proibido
Assisto um espetáculo e percebo
Pele em tessitura lírica eu bebo
Num devaneio que desperta a libido.

Cabelo em cachos nas costas caído
Contrasta com raio vindo de Febo.
Fica a palpitar o peito mancebo.
Parece poema que nunca foi lido

Em pé, com a mão no queixo, observo
Peito ofegante em suave suspiro,
Corpo da mulher amada em repouso

Na tela que tal imagem conservo.
Sorrio, absorvo e o ambiente respiro.
Meus olhos buscam-te e em ti fazem... pouso!


Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
310
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
38 pontos
12
5
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/08/2017 00:01  Atualizado: 20/08/2017 00:01
 Re: Tessitura
...nem nos meu melhores voos, ousei perceber um pouso tão perfeito. Parabéns querido Poeta, um belíssimo e instigante soneto.


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 20/08/2017 01:17  Atualizado: 20/08/2017 01:17
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6403
 Re: Tessitura
A imaginação dum mancebo se multiplica, se triplica ao ver corpo perfeito duma mulher.

Belo soneto! Adorei, parabéns, amigo.

Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 20/08/2017 02:04  Atualizado: 20/08/2017 02:04
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Tessitura/ PARA GYL
Se o corpo de uma mulher estiver assim exposto, o poeta se inspira. Mas, se for o da mulher amada, o poeta se inspira, suspira e cria asas...

Uauu, Gyl...Que sutileza mais linda! Sem usar qualquer palavra mais forte, ou erótica, sua poesia transmite uma grande sensualidade!

Mil parabéns pelo talento com as palavras.
Beijos doces!


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 20/08/2017 03:37  Atualizado: 20/08/2017 03:37
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16052
 Re: Tessitura
Gyl
Pousar os olhos no ser amado é como apreciar uma obra de arte!
Belíssimo soneto!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 20/08/2017 21:52  Atualizado: 20/08/2017 21:52
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6505
 Re: Tessitura
Fiquei imaginando como é um
corpo de mulher lhe soar como
musica. Que pouso suave... Teu poema,
se completa com o show.Aplausos!

Abraço,
Mary Jun


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 28/08/2017 12:17  Atualizado: 28/08/2017 12:17
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29212
 Re: Tessitura
Lindo e encantador, belo