https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Saída

 




Qual a saída para mim?
Tudo que me cerca é cinza,
sem cor ou sem sentido.
Talvez a alegria tenha sumido...

Para mim já não importa
se estou vivo ou não. Todos
os bobos sonhos foram
em vão... Não quero existir...

Quero que o mundo exploda!
Conhecer a realidade toda
é o ultimo desejo que tenho.

Venho, então, despercebido.
Busco o frio, o nada e o tudo.
A minha dádiva é ser vazio!






Rafael Carneiro


 
Autor
Rafaelcarma
 
Texto
Data
Leituras
405
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.