https://www.poetris.com/
Poemas : 

A contar o tempo

 
A contar o tempo
 
No zig-zaguear de uma bicicleta
vem produzindo ruído na cabeça
feito carroça barulhenta
que se move de lado e para outro
se dizendo saudoso e incomodado
com a ausência e falta de zelo.

...

no querer fazer um ri-fi
não sendo mais encontrando
o som do vestido de crepe
um nada necessário a vida
O vazio voa no encalço do vento
Desertificando a dor pen-doada
Margeando o rio vertente
latejando o ventre de chama
fremente,
nas equações sem sentido
que trás mais sofrer do que prazer.

...

n'um misto de prazer e agonia
se vive os dias entre falta e saudade
Somos bálsamos de nossas próprias dores
Laudanizadas são as cicatrizes verbalizadas
de um querer que já não pode
porque habita além das estrelas.

...

Nos ecos de almas que chora
a ausência e põe a alma pungente
pra coará ao meio dia
mesmo o que mais se quer na vida
é um lugar para descanso
n'um colo dentro da floresta.

...A contar o tempo.

...

Ray Nascimento


Do fundo do meu ser; amo te ler; tua amizade e seu amor sincero são refrigero pra minha alma.Te amo Amiga do seu AMIGOMENINO!
Open in new window
Adriel

 
Autor
RayNascimento
 
Texto
Data
Leituras
177
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 25/10/2017 13:28  Atualizado: 25/10/2017 13:28
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29155
 Re: A contar o tempo
Tempo que traduz dos ventos, nos tocam de uma maneira que corpos sentem, nossos olhos gritam a dor de uma saudade onde o amor e o desejo cada vez mais se prolifera dentro dos corações