https://www.poetris.com/
Textos : 

Sonho de uma vida

 
Fecho os olhos e vejo-te a caminhar pela areia quente, pegas-me na mão e puxas-me em direção ao mar.
Sentas-te.
Fico a olhar para ti, como o raio de sol ilumina a tua beleza, sou um homem sortudo e sorrio para ti.
Puxas a minha mão levemente.
Percebi a mensagem, sentei-me a teu lado e pousei a minha mão na tua perna nua. Olhaste para mim e sorriste, como é maravilhoso ver-te sorrir. Entretanto pegaste numa madeixa do teu cabelo rebelde e passas para trás da tua pequena orelha que hoje não tinha brinco.
Enches a tua mão com grãos de areia e de seguida abres mão desses grãos.
Voltei à minha infância, quando ia à praia com os meus pais e também com os meus primos. Passava o dia a brincar na areia e na água salgada, aprender a nadar tal como a dar mergulhos.
Olhas-me nos olhos e beijas-me.
Tenho sede desses teus beijos, do teu carinho, da forma como me olhas. Nunca me senti tão amado por uma mulher, és a minha vida, a minha âncora, o meu espelho e sem qualquer dúvida a minha fraqueza, por tudo isto e muito mais eu amo-te imenso.
Abro os olhos e vejo-te deitada a meu lado, a tua cabeça em cima do meu peito. Dou um pequeno beijo na tua testa e agradeço o facto de ter uma grande mulher a meu lado.



Bruno Miguel Inácio


 
Autor
brunomi
Autor
 
Texto
Data
Leituras
197
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.