https://www.poetris.com/
Poemas -> Dedicatória : 

Thumbelina

 
Tags:  amor    paixão    felicidade    rimas    romance    Juvenis  
 
Thumbelina
 
Como pode ser tão sensual?
Em meus sonhos, sinto um aconchego tão especial
O calor dos seus lábios me parece tão real
Ainda busco resposta para tal enigma sobrenatural
Mas, enquanto não a encontro, me apaixono, louco sem igual
A lua sussurrou um segundo, deixei de me sentir um intruso
Anormal, passei a apreciar o mundo de modo integral
E, assim como outrora, gritei o amor à Thumbelina
Aquela que um dia fora, um dia será, prometida
Eterna diva, ninfa das águas mágicas da mitologia.

Como pode ser tão angelical?
Um sorriso, nada mais é preciso para que eu surte
Retirando aquela sensação mal, para me aprofundar em clímax total
Thumbelina, se atente, não perca a chave que lhe dei
Pois, com ela, você mantém consigo o controle do meu astral
Meu sentimental se perde em meio aos lençóis que junto a ti deitei.

Thumbelina, amor da minha vida
Leia esta dedicatória mal escrita
Tente ignorar minha letrinha de formiga, apenas sinta
Meu amor, amor da minha vida, princesa, me explica
Como conseguiu encontrar a rota para adentrar,
De maneira tão bem resolvida, em minha trilha?
Ou melhor, não me diga, assim a aventura será mais divertida
E, quando estivermos balançando em antigas e barulhentas cadeiras,
Aí sim, revele seu segredo, prometo me enterrar com ele
Minha Thumbelina, eis que aqui vos fala seu nego meigo.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
62
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.