https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Noite Sombria

 
Open in new window
Noite Sombria

Aqui a loucura não morreu
Não se mata a ausência de vida
Certa que se infunde à prometida
Certa que é a única saída
Que nunca se perdeu

É aqui que é a fonte das palavras
E mesmo as frases cansadas
Tambem as que usam muletas
Soam como cobras pretas que nos ventos
Dão botes violentos
Sobre a mão da minha caneta

Aqui que os gritos são surdos
Envoltos em nuvens de medonhos sonhos
De almas penadas
Possuídas por demônios
Em celas escuras mal-assombradas

E é aqui que fico
Sentado sem ter como ver a rua
O coração desacreditamente aflito
E apesar do hospício da noite
Minha mente e corpo atenua

Olho no relógio de pulso
É quase cinco
Mais duas horas e eu verei o teu sorriso
Levanto-me tomo um copo de chá
E volto a sentar
No limbo deste recinto.


Alexandre Montalvan

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
117
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 07/02/2021 19:39  Atualizado: 07/02/2021 19:39
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: BRASIL
Mensagens: 754
 Re: Noite Sombria
Gostei. Parecia que tudo a qualquer momento iria se tornar real . Ainda bem que não uso caneta. Ufa !