https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ziguezagueando

 



Deixar passar o vento

escancarar portas e janelas

ser vida na espuma das águas

porto de abrigo em rios de palavras.


Atravessar pontes de desassossego

escutar da alma a melodia

ecos de pássaros ou

luz campestre

harmonia.


Consentir do instante

as certezas improváveis

num caminho de inocência

ou de errantes sombras pressentidas.


Libertar o sol

e

numa pausa do tempo

entre o ventre e a foz

esculpir em silêncio

a gritante mel

ancolia.


 
Autor
idália
Autor
 
Texto
Data
Leituras
212
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 04/12/2023 18:36  Atualizado: 04/12/2023 18:36
Membro de honra
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 3052
 Re: Ziguezagueando p/ idália
Da forma como li - sete vezes, sete leituras diferentes - gostei. É quase como um prisma onde a luz se reflecte em várias direcções, chegando ao fim nota-se-lhe uma certa música que muda consoante a leitura, assim como as sete imagens que ficaram.