https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Góticos : 

PESADELO DE UMA VIDA

 
Eu vejo sombras, eu vejo dor
Vejo fantasmas a roubar flores do meu túmulo
Vejo espíritos que vagueiam através do quarto
Vejo escuridão a cobrir as paredes

Tudo o que vejo tu não consegues compreender
Imagens frágeis num espelho partido
Cenas antigas de histórias de miséria nunca contadas
Pecados marcados numa moldura de madeira

Vejo lobos a uivar à lua
Caminhantes da noite sem cara ou nome
Vejo vermes a erguerem-se da terra
Vejo estrelas cadentes e anjos nus

É um pesadelo de uma vida
Uma visão cruel, indistinguível e brutal
É o que vejo, não posso culpar-te
É o que sinto, não podes salvar-me

Bruno Carvalho

 
Autor
bcarvalho
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1239
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Paloma Stella
Publicado: 29/05/2007 17:24  Atualizado: 29/05/2007 17:24
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: Barueri - SP
Mensagens: 3514
 Re: PESADELO DE UMA VIDA
Compreendo a cada palavra que aqui descreves!

As sombras que penumbram pelos lados. A escuridão que se cobre por todas as paredes. Mas seria este um pesadelo vivivo? Ou um pesadelo que jamais acordamos?

Pois, se vê, se sente, não poderia ser um sonho, ou caracterizado pesadelo. Até pode sim. Pois hoje em dia sonhamos acordados, e temos pesadelos constantes.

hehe... ate me confundi agora.

Beijinhos