https://www.poetris.com/

 
« 1 (2) 3 4 5 ... 56 »
Offline
Sterea
Ao relento
Acorda mutilado e triste, como um universo a quem deus tenha tirado tudo o que existe. (e o seu...
Enviado por Sterea
em 10/08/2017 09:55:24
Offline
Sterea
Elas não contam quantas flores pisaram
Duas botas abandonadas na areia - quantos poemas sabem elas, quantos chãos já navegaram, quan...
Enviado por Sterea
em 02/08/2017 23:09:54
Offline
Sterea
andarilhânsias (III)
(venho de longe) vêm de longe as estradas que me trazem vêm de longe os meus pés e não dançam e...
Enviado por Sterea
em 31/07/2017 19:50:39
Offline
Sterea
andarilhânsias (II)
(caminho sentido) sentes ainda as minhas dores sem fundo de uma maneira como só tu sabes sentir ...
Enviado por Sterea
em 28/07/2017 21:26:15
Offline
Sterea
andarilhânsias (I)
ANDARILHÂNSIAS I (Tenho dentro de mim ruas tão longas) Tenho dentro de mim ruas tão longas tão...
Enviado por Sterea
em 25/07/2017 23:53:10
Offline
Sterea
e deixa que a porta fique entreaberta à espera de nós
se saires antes de mim, avisa as pedras da rua que nada é garantido, nem a disposição do universo...
Enviado por Sterea
em 19/07/2017 09:50:08
Offline
Sterea
PROMESSA
Não é que me tenha zangado com a Poesia. Não. Poesia será sempre o meu cálice de elixir Feitiço ...
Enviado por Sterea
em 05/06/2017 10:42:27
Offline
Sterea
Este vale da voz, este vale entre nós
Existe um vale algures entre nós onde a terra é fértil e o clima é propício à plantação de palavr...
Enviado por Sterea
em 25/05/2017 10:29:57
Offline
Sterea
Prístina luz
Saber do dia como as flores: pelo beijo evanescente do orvalho ... ou como os pássaros: pela ins...
Enviado por Sterea
em 04/05/2017 07:32:47
Offline
Sterea
Enigma
Cuidareis das coisas tristes como se cada célula do vosso corpo agradecesse o vinho amargo que l...
Enviado por Sterea
em 13/04/2017 15:57:21
Offline
Sterea
Defensa
Em minha própria defesa, direi: guardo em poemas as coisas que não sei. Na culpa da minha boca a...
Enviado por Sterea
em 13/04/2017 01:43:11
Offline
Sterea
Centeio e mel
Centeio e mel, mais que ouro debruando um papel, a nossa mistura é castanho seguro, castanho ...
Enviado por Sterea
em 11/03/2017 05:22:34
Offline
Sterea
Grito
Grito. Antes mesmo de compreender, grito: meu primeiro impulso minha ancestral defesa. Meu ...
Enviado por Sterea
em 06/03/2017 23:18:38
Offline
Sterea
VISITAÇÃO
Volto, às vezes, à serenidade do teu sono. Não me vês - fico a ver-te dormir na escuridão que pro...
Enviado por Sterea
em 27/02/2017 19:50:46
Offline
Sterea
Vou voltar
à rede ao frágil e bambo sustento que permite a Poesia. ao fio que me corta as palmas das mãos...
Enviado por Sterea
em 27/02/2017 14:22:21
Offline
Sterea
Críptico
(a estrada que me sobra é tempo demais tempo demais é sobra que me estraga) Deixem-me partir no...
Enviado por Sterea
em 12/02/2017 22:02:43
Offline
Sterea
ars longa, vita brevis (incomplet’arte)
O anjo de hoje acordou-me com um beijo de sol e disse-me, baixinho: ‘é hoje!’ Hoje? mas hoje é...
Enviado por Sterea
em 09/01/2017 17:49:03
Offline
Sterea
filigrana
cerca-me o colo em abraço de incorpórea longitude e arrasta-me um beijo húmido do cansaço do co...
Enviado por Sterea
em 09/01/2017 17:45:44
Offline
Sterea
De vez em quando... sabe bem regressar à Gratidão
...ouvindo. https://www.mixcloud.com/Radiovizela/h ... a-290916-teresa-teixeira/
Enviado por Sterea
em 11/12/2016 12:58:39
Offline
Sterea
EUCARISTIA
Toma e bebe. Este é o meu beijo perdido de ti o beijo que não te dei à despedida das frésias. F...
Enviado por Sterea
em 14/11/2016 01:25:39
« 1 (2) 3 4 5 ... 56 »