https://www.poetris.com/

 
« 1 (2)
Offline
Mario Piccarelli
Como o Amor nos confunde
Se fundo, se profundo, Se raso, se superficial... Como no real do sonho do mundo, Vivemos imagina...
Enviado por Mario Piccarelli
em 08/08/2007 15:26:29
Offline
Mario Piccarelli
Cortejo
Você me pede e eu te escrevo – Dever não deveria, Mas devo – Um texto, um poema longevo, Se é o...
Enviado por Mario Piccarelli
em 08/08/2007 15:24:09
Offline
Mario Piccarelli
Joãozinho e Tadinho
Joãozinho em sua casa Viu lá fora um passarinho - Tadinho! Não tinha asa - Tadinho! Não tinha nin...
Enviado por Mario Piccarelli
em 06/08/2007 13:25:27
Offline
Mario Piccarelli
Arte
A arte se manifesta de várias formas possíveis e inimagináveis. Geniosidades em campos nunca dant...
Enviado por Mario Piccarelli
em 03/08/2007 15:34:27
Offline
Mario Piccarelli
(des)Culpa
Olhando o céu pensei: – Parece papel de parede, tá tudo tão parado! O brilho intenso e parado das...
Enviado por Mario Piccarelli
em 03/08/2007 15:25:57
Offline
Mario Piccarelli
Pedra Preciosa
Não sei se quero a paz de um sono, Ou se quero o sono-da-paz; Só, quero ser sem-dono, Um volátil ...
Enviado por Mario Piccarelli
em 03/08/2007 15:21:21
Offline
Mario Piccarelli
Dia de Natal
O Oriente já comemorava antes, No solstício de inverno, a festa dos errantes; Já que nas noites m...
Enviado por Mario Piccarelli
em 01/08/2007 15:18:21
Offline
Mario Piccarelli
A morte do poeta
Andando pela rua tropeçou nas nuvens Bateu com a cabeça num tapete mágico Equilibrou-se, penso, n...
Enviado por Mario Piccarelli
em 01/08/2007 14:33:25
Offline
Mario Piccarelli
Amor à distância eu mato
Esperei e recebi o seu cartão postal. Pois tal cartão-rascunho chega e não alivia. Via ali você, ...
Enviado por Mario Piccarelli
em 01/08/2007 14:29:59
Offline
Mario Piccarelli
Amor Vicejo
Sempre que me vejo Penso o quanto me desejo A sorte de um doce beijo Goiabada, assim, com queijo ...
Enviado por Mario Piccarelli
em 01/08/2007 13:33:47
« 1 (2)