https://www.poetris.com/

 
« 1 2 3 (4) 5 6 7 8 »
Offline
silva.d.c
Momento segundo
Tudo se move, tudo é movimento: A voz; o olhar; o sentimento; um beijo; um abraço; o momento Em ...
Enviado por silva.d.c
em 03/11/2015 00:45:14
Offline
silva.d.c
Às duas por três, a realidade
A realidade? A realidade não existe, é uma ilusão. De real, apenas existe a procura da realidade,...
Enviado por silva.d.c
em 25/10/2015 00:53:54
Offline
silva.d.c
Temporal
Este sou eu, este é o filme da minha vida, sem pausas. É ir à cozinha fazer pipocas e ao voltar, ...
Enviado por silva.d.c
em 13/09/2015 09:41:25
Offline
silva.d.c
Os génios
Todos nós, ao longo da história, identificamos ou reconhecemos personalidades geniais, que de alg...
Enviado por silva.d.c
em 05/08/2015 16:19:42
Offline
silva.d.c
Como são feitos os sonhos
Todos os sonhos são feitos de terra De ar, de água e de fogo E são alimento da ilusão. Os meus ...
Enviado por silva.d.c
em 04/08/2015 18:05:01
Offline
silva.d.c
Das estrelas
As esferas que moldam o mundo, a vida e os corpos, descansam. Quando fecho os olhos não vejo nada...
Enviado por silva.d.c
em 29/07/2015 10:55:43
Offline
silva.d.c
A porta dois
Vulcões de outra luz, magma atrasado no peito do querer Abraça-me com a voz da tua voz, antes que...
Enviado por silva.d.c
em 29/07/2015 10:54:34
Offline
silva.d.c
A porta nova da casa velha
Todo o espaço que há dentro da minha casa É o espaço onde nasci, cresci e onde irei morrer Não p...
Enviado por silva.d.c
em 29/07/2015 10:50:14
Offline
silva.d.c
Imaginador
E por não te ver, não me perco a imaginar-te. Paisagem distante, pensamento também distante Que p...
Enviado por silva.d.c
em 21/07/2015 18:16:52
Offline
silva.d.c
As brancas do meu pensamento
Doravante quero todas as casas da minha rua pintadas de branco E em todas as janelas cortinas bra...
Enviado por silva.d.c
em 01/07/2015 11:37:31
Offline
silva.d.c
Nas traseiras da minha casa
Nas traseiras da minha casa Há um pedaço de terra mal-amanhado, ao abandono Onde de forma natural...
Enviado por silva.d.c
em 23/06/2015 20:43:17
Offline
silva.d.c
Poema e chuva
Enquanto, lá fora, chove despropositadamente Tento escrever, nesta folha, um poema com muito prop...
Enviado por silva.d.c
em 14/06/2015 10:27:44
Offline
silva.d.c
Debruçado sobre a janela
Debruçado sobre a janela, atento na natureza E na simplicidade com que ela se manifesta em todos ...
Enviado por silva.d.c
em 08/06/2015 20:38:22
Offline
silva.d.c
Quantas gaivotas sobrevoaram os meus pensamentos
Agora o mar, não o mar dos petroleiros que passam ao largo Nem dos barcos de pesca ancorados no c...
Enviado por silva.d.c
em 01/06/2015 13:26:29
Offline
silva.d.c
Cada vez que assomo à janela
Cada vez que assomo à janela E o vento bate assim, fresco na cara Ah, sinto o meu mundo todo est...
Enviado por silva.d.c
em 31/05/2015 12:16:21
Offline
silva.d.c
Ants
Hoje estou cansado Dói-me o corpo da realidade compressora sobre a carne E dói-me a cabeça com o ...
Enviado por silva.d.c
em 19/05/2015 11:44:17
Offline
silva.d.c
Apontamentos inúteis aos dedos de uma mão só
Nota prévia: O homem que não consegue ver o que está por detrás daquilo que está à sua frente, é...
Enviado por silva.d.c
em 18/05/2015 11:39:57
Offline
silva.d.c
Cabem no meu corpo todos os rios do mundo
Cabem no meu corpo todos os rios do mundo Trago-os nos sulcos da pele, como vida nas mãos Com os ...
Enviado por silva.d.c
em 15/05/2015 18:27:20
Offline
silva.d.c
São os meus olhos amor sombras do teu corpo
Dei-te uma flor, meu amor, para colocares no cabelo E porque sabes que te amo, que me encanta o t...
Enviado por silva.d.c
em 14/05/2015 16:52:49
Offline
silva.d.c
Fatos feitos por medida
Palavras definem palavras e mentes e formas disformes Por assim dizer, distantes da palavra inici...
Enviado por silva.d.c
em 13/05/2015 17:05:41
« 1 2 3 (4) 5 6 7 8 »