https://www.poetris.com/
Poemas : 

O homem, suprimento da terra.

 
Tags:  homem    eucaristia  
 
O homem , suprimento da terra.

À tona ao sol e ao vento,
pairam reveladas as dores,
rasgados amores,
atores e atos, fainas e fatos,
senhores, robustos mandatos, do pensamento.

Engenhosos arranjos de abstratos convênios,
artifícios vorazes em mentes ardentes
e na ribalta os milênios
reluzem historia em plural aparência...
... termo dos termos, epílogos latentes, desinência.

Submersa, jaz inerte a verdade
revelada n’argila e no húmus,
na soma dos ossos dos crâneos,
crentes ou descrentes, das visões de Nostradamus,
do pó do que foi, do fenecer da vaidade.

Por fim o sol seca e o vento dissipa,
e de resto resta a verdade,
resta a terra fria enlutada,
o arresto do resto do nada:
da faina, dos fatos, dos robustos boatos, da vaidade.

Finda-se a luta da paz e da guerra.
O devaneio se encerra; fica a realidade sem fantasia
no depósito do homem na terra:
o suprimento do eterno,
a eucaristia.


 
Autor
Manito
Autor
 
Texto
Data
Leituras
181
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 08/09/2017 07:51  Atualizado: 08/09/2017 07:51
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1371
 Re: "SOLENEMENTE"
"Solenemente
Carneiríssimamente
Foi aprovado
Por toda a gente
Que é, um a um, animal,
(...)

Está claro
Que isso tudo
É desse pulha austero e raro
Que, em virtude de muito estudo,
E de outras feias coisas mais
É hoje presidente do concelho,
Chefe de internormas animais,
E astro de um estado novo muito velho.

Que quadra
Isso com qualquer espécie de graça?
Nada.
A Igreja Católica ladra
E a Maçonaria passa.

E eles todos a pensar
Na vitória que os uniu
Neste nada que se viu,
Dizem, lá se conseguiu,
Para onde agora avançar?
(...)
Que é a p… que os pariu."
Fernando Pessoa
1935

https://triplovblog.wordpress.com/2015 ... ticos-de-fernando-pessoa/