https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Paixão : 

Venda-me

 
Tags:  corpo    olhos    mãos    carne    labirintos  
 
Venda-me
 
Venda-me
Venda-me os olhos para a luz do dia
Venda-me para que eu te veja com mãos de escutar
Venda-me com mãos que não matem
Com mãos que sufoquem
Com mãos que me agitem o desespero
Liberta-me
Desata-me o corpo e ata-me
Amarra-me aos teus pensamentos
Arrasta-me por nus momentos
De encontro às esquinas dos teus sentidos
Larga-me
No chão dos teus labirintos
Desamparadamente
E descaradamente
Atreve-te na minha carne
Consome enquanto arde
Enquanto é morna
Enquanto é sobra
Enquanto é gente
 
Autor
TrabisDeMentia
 
Texto
Data
Leituras
1383
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
14
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
los
Publicado: 02/12/2007 23:29  Atualizado: 02/12/2007 23:29
Da casa!
Usuário desde: 01/07/2007
Localidade: Minho
Mensagens: 311
 Re: Venda-me
Trabis
Só não deixe vendar os teus olhos, pela sua paixão que é o luso poemas.

Beijos seja muito feliz.

Enviado por Tópico
Carolina
Publicado: 02/12/2007 23:37  Atualizado: 02/12/2007 23:37
Colaborador
Usuário desde: 04/07/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3555
 Re: Venda-me
Um pedido desesperado...para uma entrega total, sem nada que distraia o amor!

Lindo!

Carolina

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 02/12/2007 23:57  Atualizado: 02/12/2007 23:57
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14977
 Re: Venda-me p/ TrabisDeMentia
Olá Poeta

Um belo querer de um momento
descrito.....Lindo poema

"Desata-me o corpo e ata-me
Amarra-me aos teus pensamentos
Arrasta-me por nus momentos"

beijo no coração

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 03/12/2007 00:05  Atualizado: 03/12/2007 00:05
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3821
 Re: Venda-me
Por circunstancialismos que não conheço, nem isso será importante para o caso, é a primeira leitura que faço de TrabisDementia e...descubro mais um grande talento neste espaço apaixonante de gente apaixonada.Irei ler mais para poder delinear a personalidade poética deste autor. Será que fala do espírito com o mesmo ritmo e rigor que descreve a carne?Parabéns!
Um abraço.
hAp

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/12/2007 01:10  Atualizado: 03/12/2007 01:10
 Re: Venda-me
Vendem-me os olhos e digam-me que consigo ler nas entrelinhas deste belo poema.
Porque é feito de carne para além desta.
E a alma deste poema és tu.
Bravo Trabis.

Enviado por Tópico
Ex-Ricardo
Publicado: 03/12/2007 01:50  Atualizado: 03/12/2007 01:50
Super Participativo
Usuário desde: 26/05/2007
Localidade: Porto - Portugal
Mensagens: 155
 Re: Venda-me
Bravo Trabis!

Excelente... do melhor que tenho lido por aqui.

Um grande abraço

Enviado por Tópico
rosamaria
Publicado: 03/12/2007 11:54  Atualizado: 03/12/2007 11:54
Colaborador
Usuário desde: 10/09/2006
Localidade: Mindelo - Vila do Conde
Mensagens: 1015
 Re: Venda-me
Ola Trabis
Poema de paixao com enorme intensidade poética
fica-me este verso..."Venda-me para que eu te veja com mãos de escutar"
jinhos
Rosamaria

Enviado por Tópico
Paloma Stella
Publicado: 03/12/2007 13:01  Atualizado: 03/12/2007 13:01
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: Barueri - SP
Mensagens: 3514
 Re: Venda-me
Querido Ricardo,

Confesso que ao ler o título, pensei que se trataria de outra coisa. (Venda-me -> Vender, algo com preço rsrsrs)

Ignorância minha, claro.
Mas, várias formas de interpretação.

Sentido este poema que aqui nos deixa,
Para que tapes os olhos contra tais acontecimentos.
Assim se é bem quisto, e para muito tbm quero eu.

Beijinhos e Parabens

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 03/12/2007 14:14  Atualizado: 03/12/2007 14:14
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Venda-me
Um poema excelente, bem dentro da tua enorme qualidade/capacidade poética.
Gostei do poema todo, mas o final... o final é deslumbrante!

Um grande beijo

Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 03/12/2007 21:10  Atualizado: 03/12/2007 21:10
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: Venda-me
Um poema muito forte, Trabis.

Belo!

Bjs

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/12/2007 17:37  Atualizado: 04/12/2007 17:37
 Re: Venda-me p/ Trabis
Trabis,
me lembrou Cazuza, no seu "Exagerado": "Jogado a seus pés, eu sou mesmo exagerado, adoro um amor inventado".
Tua carne é morna
é sobra
é gente,
e tua alma
é nobre,
é leve e lava
incandescente.
Beijo.

Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 04/12/2007 18:35  Atualizado: 04/12/2007 18:35
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2094
 Re: Venda-me p/ Trabis
Um poema, um momento especial.
Guardo a parte:

"Amarra-me aos teus pensamentos
Arrasta-me por nus momentos
De encontro às esquinas dos teus sentidos"

Um Abraço Sincero

Enviado por Tópico
Le Tab
Publicado: 04/12/2007 18:44  Atualizado: 04/12/2007 18:44
Membro de honra
Usuário desde: 02/02/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1460
 Re: Venda-me
Vendo-te menos os meus olhos e os ouvidos, pois sem eles não te poderei ler ou ouvir os teus poemas entoados por mil vozes, por mil cantos. Agora fico-me vendido por tanta beleza contida neste pequeno mas grandioso poema. Abraços

Enviado por Tópico
Tália
Publicado: 18/12/2007 15:24  Atualizado: 18/12/2007 15:24
Colaborador
Usuário desde: 18/09/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2503
 Re: Venda-me
Soberbo!

Beijos

Tália