https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Deitado

 
Deitado
Sem nada para fazer
Parado
A nova forma de correr

Não abandonado
Porque a estima ainda é querer
Não resignado
Porque a revolta interior ainda consegue escrever

O tratado
As linhas de viver
E Adeus oh fado

Que só me fazes perder
Aquele magnifico lado
Que é experimentar até morrer...


Unu Saccio

 
Autor
sisnando
Autor
 
Texto
Data
Leituras
347
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.