https://www.poetris.com/
Poemas : 

O MAIS DOCE DO AMARGO

 
Te bebo
Em dobro
Te durmo
Em sonhos
E não te nego
Não te fumo
E te trago

É a parte do ato
Querer a loucura
Encenar a vida
Beijar a pintura

Fazer o teatro
Doce é a loucura
Artistas em cena
Palhaços no palco

É um doce beijar
Loucos querendo sorrir
É um doce estrago
A rapidez do lento

Sangue traz de dentro
Quebra a água corrente
A imagem trinca minha mente
Beijo de criança carente

Não te nego
Não te estrago
No meu doce trago
É o mais doce do amargo



José Veríssimo

 
Autor
veríssimo
 
Texto
Data
Leituras
81
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/06/2017 12:47  Atualizado: 09/06/2017 12:47
 Re: O MAIS DOCE DO AMARGO
a vida é feita desses contrastes no palco, do amargo sorrir em meio à lágrimas...

bom poema