https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Coração Pomposo

 
Ó, Coração Pomposo, sábia e bela!
És, ao mesmo tempo, veneno e cura
Joia Ibérica, celestial criatura
Embarcação antiga movida a vela!

És brilhante astro em noite parda, escura
Teu canto brisa é, deusa singela,
Que repousa sobre umbrais da janela
A esperar o amor, cheia em ternura.

Sonho-te grega em vestes de vestais
Em um templo romano sem chama finda
Alimentada pelos raios do Sol.

Tens a rudeza genuína das ocidentais
Mulheres que não repousaram ainda
Em relva verdejante, em alvo lençol.






Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
637
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
15 pontos
3
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 12/07/2019 03:31  Atualizado: 12/07/2019 03:31
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6594
 Re: Coração Pomposo
Boa noite, querido poeta. Gyl

Um poema tão singelo com rica inspiração. Parabéns, pelo conjunto da obra.

Um abraço,
Mary Jun


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 12/07/2019 11:18  Atualizado: 12/07/2019 11:18
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: Coração Pomposo P/Gyl
Coração sensível e dengoso...
aquele, do poeta que escreve
um poema de amor, tão pomposo!

Muito bonito, abraço Vó