https://www.poetris.com/
Poemas -> Surrealistas : 

Liberdade

 
Liberdade
 
Ser livre

Ontológico, reflexivo, contingente de ser humano, silogismo final, ser nascido e livre.

Ser Livre

Vi ler ser
Ser, Li, ver
Se live
Se livre,
Ver, li, se...
Velhice.



Diana Balis

 
Autor
DianaBalis
 
Texto
Data
Leituras
179
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 28/05/2018 12:05  Atualizado: 29/05/2018 10:09
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade:
Mensagens: 1753
 Li berdade












Li berdade ontem, pois voto


Me convenço que sou livre,
Pois voto, sei ler quase tudo,
Vejo mal ao perto,

Li berdade em algum lugar
do "Shopping Center",
De seguida m'iludem

Não sei ao certo se
Com a mentira ou com
O erro grosso e descreio

Que sou livre tendo
Realmente acesso vetado
Ao topo dos prédios,

Apenas vejo vulgares montras
Sendo eu de baixa estatura,
Pouco largo de pensamento,

Receio - minha escura rua, a pele,
Vejo mal ao perto,
Li berdade em lugar algum,

Não sei onde ao certo,
Se convencem que sei
Ler o que escrevem, mal escrito,

Mas corro risco de ser preso,
Por delito de opinião,
Quando copio o que leio ou tento,

No muro dos menos loucos,
Pois leio de perto e mal
E nada ao longe vejo,

Que esteja certo,
Nem ontem li berdade,
Me gritava de cimo do muro,

Outro mais louco que Mau...
Tsé-Tung / Lenin / Brecht/
Mein Kampf ! Pol Pot