https://www.poetris.com/
Poemas : 

NAVEGANDO – EU E NÓS

 
Navegando...
Quando tenho medos
Não tenho os segredos do voltar
Dos olhares fechados tenho medos
E a certeza que a luz da escuridão
Iluminará seu rumo certo, exatidão!

Navegando...
Remadas assustadas e medrosas
Quando se rema sem rumo, no escuro
É quando anjos nos voam, nos seguram
Tiram os espinhos e nos deixam nos seus ninhos
Nos mostram o caminho a seguir, exatidão!

Navegando...
Lágrimas que rasgam bandeiras e pátrias
Como simples jogada na mais pura arte da bola
Gols são anjos voando dentro de nós, inteiros, sem roteiros
Ainda não me amanheço pra qualquer amanhã, nem manhã
Nem me broto em árvores ou estradas sem destinos, sigo!
Basta um abraço amigo, que me viro broto, derreto em sorrisos

Navegando...
Labaredas altas, não queimam meus anjos, nem meus desejos
Gosto dos dias que não terminam, como livros desejados
Das madrugadas que não amanhecem e não acabam
Gosto da noite inteira. As noites não se envelhecem
Gosto do meio dia, dos tantos tontos dias inteiros
Gosto da delicia da dor, de corpo inteiro

Navegando...










José Veríssimo

 
Autor
veríssimo
 
Texto
Data
Leituras
98
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.