https://www.poetris.com/
Sonetos : 

O CARIOCA

 
Tags:  SONETOS 2018  
 
O CARIOCA

Mas contam que Bocage aqui andando
Pela ampla Guanabara, de passagem,
Reteve enternecido a sua viagem,
Loas tecendo ao Rio venerando.

Assim, o gentil Janeiro sonetando,
Calhou a si tão bem quanto a paisagem
Um ardor tropical de bom selvagem,
Que pela terra o foi apaixonando.

Escreve lisonjeiro ao vice-Rei
A fim-de que intervisse contra a lei,
Cá ficando a poetar em desvario.

Baldas quedam as súplicas, porém.
Restando-lhe clamar como convém:
-- "Nem Goa nem Lisboa... Quero o Rio!"

Betim - 09 12 2018


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
80
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.