Poemas : 

a poesia leu-me

 
Tags:  Podcast dá nisto  
 
há vida no jogo
há jogo na vida

Vivo no princípio da incerteza
vivo no meio do nada
vivo no fim de cada começo

aprendi que tenho de aprender
as regras de todos os jogos,
o logro
a mentira que se mete

dados lançados
sem batota

perder ou perder

descascar cebolas sob água a correr


Sou fiel ao ardor,
amo esta espécie de verão
que de longe me vem morrer às mãos
e juro que ao fazer da palavra
morada do silêncio
não há outra razão.

Eugénio de Andrade

Saibam que agradeço todos os comentários.
Por regra, não respondo.

Inspirado no segundo Podcast.
Se querem compreender melhor as referências, vão ouvir, por favor ;)
 
Autor
Rogério Beça
 
Texto
Data
Leituras
188
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
56 pontos
4
6
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Egéria
Publicado: 03/03/2024 10:40  Atualizado: 03/03/2024 10:40
Usuário desde: 28/09/2009
Localidade:
Mensagens: 889
 Re: a poesia leu-me
Olá,
"Vivo no princípio da incerteza
vivo no meio do nada
vivo no fim de cada começo"
Adorei este jogo de palavras.
Abraço

Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 03/03/2024 12:34  Atualizado: 03/03/2024 12:34
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5735
 Re: a poesia leu-me
Sorrio aqui o tanto que sorri ao ouvir o podcast.

A vida é um jogo
e o jogo nos leva para
a avidez de jogar para
sempre ganhar
mas, penso, o sentido do jogo
é perder, perder e perder
para que exista mais e mais tentativas de jogar. Se bater o cansaço então é melhor jogar-se de uma vez e passar a ser o próprio jogo.

(Viajei por aqui, Rogério, a poesia me leva para esta brincadeira de jogar)

Favorito e abraço .

Mary

Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 03/03/2024 16:19  Atualizado: 04/03/2024 17:55
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1916
 Re: a poesia leu-me
.
.
.
Caro Beça; saiba que tens minha admiração tanto pela sua poética quanto da acuidade argumentativa que empenhas nos seus comentários; o que me fez seu ledor fã!
óbvio que me ponho totalmente incapaz de minimamente copiá-lo, todavia; recorro com gosto ao que me atrevo fazer mais ou menos que é compor... daí; a partir desta sua postagem, eu refém da inspiração, compus 'Aposta', numa outra direção, assim, reformando a finalização do seu poema; "perder e perder" para 'nem ganhar nem perder'.. rs

Aquele abraço caRIOca!

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 02/04/2024 02:54  Atualizado: 02/04/2024 02:54
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17926
 Re: a poesia leu-me
E a alma costuma engatilhar os dados… volto pois sou feita de voltar, por gosto e apreço. Bj