Poemas : 

POEMA MACABRO

 
Tags:  poema    poeta    morte    sangue  
 

o poeta tresmalhou-se
e na loucura
esfaqueou o título
deu dois tiros no mote
não satisfeito, ainda
chacinou um grupo de estrofes
nem um verso, sequer, escapou
por fim, já condenado ao inferno,
degolou a assinatura...
todos os habitantes
daquela pequena folha
se esvaíam em sangue
e o poema, moribundo
olhou o poeta nos olhos
e as suas últimas palavras foram:
"Mataste-te!"


08-03-2024


 
Autor
AlexandreCosta
 
Texto
Data
Leituras
156
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.