https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A Janela

 
Da janela do meu quarto vejo a lua, as estrelas…,
vejo tudo e não vejo nada.

A beleza nocturna, o silêncio que paira no ar,
a brisa que acaricia meu rosto,
tudo tão calmo e sereno, e eu…,
eu fico apreciando esta beleza… .

Da janela do meu quarto vejo, sinto…
Sinto a dor da escuridão que percorre minha alma.

Fecho os olhos e deixo que a brisa leve consigo
a dor que percorre minha alma.

Entrego-me ao silêncio que paira no ar,
deixo que a brisa afague meu rosto,
apazigúe meu coração e minha alma.

Ali fico contemplando a beleza nocturna…


Todos os meus textos estão registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais (IGAC)

 
Autor
DeboraAndrade
 
Texto
Data
Leituras
983
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AnaMariaOliveira
Publicado: 29/08/2008 17:57  Atualizado: 29/08/2008 18:01
Super Participativo
Usuário desde: 19/06/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 158
 Re: A Janela
... um belo poema...

Abraço
Ana Oliveira

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 29/08/2008 18:09  Atualizado: 29/08/2008 18:09
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: A Janela
Debora,
mesmo num momento de solidão se pode encontrar a beleza, em qualquer coisa, quando a nossa alma é pura e bela, como a tua o será certamente.
Beijinhos
Nanda

Enviado por Tópico
nataliabonito
Publicado: 29/08/2008 19:29  Atualizado: 29/08/2008 19:29
Muito Participativo
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Madeira
Mensagens: 54
 Re: A Janela
Janela que se abre a cada momento
E ampara a liberdade da contemplação,
Janela que se abre a cada sentimento
E finta o silêncio do coração...

Parabéns pelo poema... Cativante... A palavra "janela" tem, para mim, uma carga simbólica enorme... Não é à toa que o meu recente livro de poesia, a apresentar em Setembro, se denomina "A Janela deste mar", numa clara alusão à força da palavra...

Natália Bonito

http://estradasrepletas.blogspot.com/

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 30/08/2008 04:52  Atualizado: 30/08/2008 04:52
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14967
 Re: A Janela p/ DeboraAndrade
Olá Débora

O importante é deixar a "janela" da alma
sempre aberta assim poderá ver a solidão
passar e o coração afagar...Lindo poema

Um beijo no coração